Brasileiro ocupa mansão de US$ 2,5 milhões nos EUA com base em lei de usucapião

Antiga prefeitura do município de Boca Raton, Flórida.
Antiga prefeitura do município de Boca Raton, Flórida.

O brasileiro André Barbosa ocupou uma mansão de US$ 2,5 milhões na Flórida com base na lei de usucapião. De acordo com o jornal britânico Daily Mail, o rapaz não pode ser preso pois ninguém viu ele invadindo a casa.

A mansão de cinco quartos, seis banheiros e cerca de 700 metros quadrados em Boca Raton está sendo ocupada desde julho e a polícia não conseguiu retirar o rapaz por conta da lei de usucapião, que garante que uma pessoa possa adquirir um título ocupando suas terras e pagando os impostos do imóvel por pelo menos sete anos. O local é listado como propriedade do Bank of America.

Segundo a publicação, o Bank of America afirmou que está se comunicando com o departamento de polícia de Boca Raton. “Há um processo legal que somos obrigados a seguir e temos arquivada a ação apropriada. O banco está levando essa situação a sério e vamos trabalhar para resolver a questão”, alegou em nota.

A ocupação

Registros mostram que a casa foi construída em 2001 e vendida a uma família em 2005, por US$ 3,1 milhões. O banco executou a hipoteca da mansão em julho do ano passado, e pouco depois o brasileiro notificou o Gabinete do Condado de Palm Beach que ele estava ocupando a propriedade. Barbosa ainda colou na janela da frente da casa uma cópia assinada da lei de usucapião.

De acordo com o jornal, o jovem criou uma página no Facebook para a mansão e a chama de “Templo de Kamisamar”.

*Com informações do InfoMoney.

Antiga prefeitura do município de Boca Raton, Flórida.
Antiga prefeitura do município de Boca Raton, Flórida.
Boca Ratón é uma cidade localizada no estado americano da Flórida, no condado de Palm Beach.
Boca Ratón é uma cidade localizada no estado americano da Flórida, no condado de Palm Beach.
Sobre Carlos Augusto 9463 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).