Petroleiros fazem paralisação nacional de 24 horas

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Vista aérea de unidade da PETROBRAS no Recôncavo da Bahia. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Vista aérea de unidade da PETROBRAS no Recôncavo da Bahia. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Vista aérea de unidade da PETROBRAS no Recôncavo da Bahia. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Vista aérea de unidade da PETROBRAS no Recôncavo da Bahia. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)

Trabalhadores da Petrobras em todo o país aderiram ontem (28/01/2013) a uma paralisação de 24 horas para reivindicar regras claras para a distribuição da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) da empresa. De acordo com a Federação Única dos Petroleiros (FUP), que representa 70% dos 80 mil funcionários da estatal, irão parar os empregados das áreas operacionais e administrativas. Pelas estimativas da entidade, cerca de 40 mil já estão parados.

De acordo com o Sindicato dos Petroleiros do Estado de São Paulo (SindipetroSP), a mobilização dos funcionários, que começou na manhã de hoje, foi decidida na semana passada depois de assembleias em todo o país. Segundo o sindicato, a Petrobras reduziu em até 50% o valor da PLR, apesar de os trabalhadores terem aumentado a produção e atingido as metas estipuladas.

Nas refinarias do estado paulista, a adesão à paralisação passa de 90%, de acordo com o sindicato. Em Paulínia, na Refinaria do Planalto Paulista, e em Mauá, na Refinaria de Capuava, os funcionários não entraram nas refinarias para trabalhar.Nos terminais de Guarulhos, Guararema, Barueri e São Caetano do Sul, a adesão da categoria varia de 90% a 100%. Na sede administrativa da Petrobras em São Paulo, 95% dos petroleiros pararam as atividades.

Em comunicado, a Petrobras informou que, em dezembro passado, apresentou proposta para pagamento antecipado da PLR de 2012, com base nos mesmos critérios adotados em anos anteriores para a antecipação. Segundo a nota, são considerados os resultados das empresas do da Petrobras nos três primeiros trimestres de cada ano.

Segundo a  Petrobras, estão sendo tomadas medidas administrativas e operacionais para garantir a normalidade das atividades durante a paralisação. A empresa não divulgou o percentual de trabalhadores que estão parados e ressaltou que continua aberta à negociação com as entidades sindicais para chegar a um consenso sobre a PLR 2012.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 10102 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).