Pedreiro é assassinado no Bairro Gabriela em Feira de Santana

Um jovem foi assassinado a tiros na noite passada (09/01/2013), na rua da Paz, do conjunto Alvorada, bairro Gabriela, em Feira de Santana.

O pedreiro Josevan Pereira dos Santos, 18 anos, foi surpreendido por desconhecidos quando chegava em casa. Ele ainda tentou correr, mas foi baleado e morreu na porta da residência.

O corpo foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT), para ser necropsiado. Este foi o terceiro homicídio registrado em 2013 em Feira.

HGCA: Vítima de tiro morre em hospital

Morreu na emergência do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) na noite passada (09/01/2013), Luiz Carlos do Carmo Oliveira, 34 anos, que morava na rua 28 de outubro na cidade de Várzea da Roça.

De acordo com a ocorrência hospitalar, o homem deu entrada no dia (5) na unidade de saúde de Riachão do Jacuípe e foi transferido para Feira de Santana, aonde veio a óbito devido a gravidade dos ferimentos.

O corpo foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) para ser necropsiado na manhã desta quinta-feira (10/01/2013).

Dois homens mortos com golpes de barra de ferro

A Polícia Civil registrou na noite desta quarta-feira (09/01/2013), um duplo homicídio na fazenda Orobó, povoado da Tapera, no município de São Gonçalo dos Campos.

Manoel Campos, 21 anos e José dos Santos Machado, 34, tiveram os braços amarrados com fita crepe e foram mortos com golpes de barra de ferro na cabeça.

De acordo com a perícia, antes serem mortos, os homens foram torturados, pois no pescoço das vítimas foram encontrados fios elétricos.

Os corpos foram removidos para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana para serem necropsiados.

PM prende acusado de assalto dentro de banheiro

Gabriel Dantas Barreiros 40 anos, proprietário da Bomboniere Dantas Variedade, sofreu uma tentativa de assalto por dois elementos na noite desta terça (08/01) por volta das 20h, quando fechava sua barraca na Praça da Matriz, próximo ao ponto das vans.

De acordo com Gabriel, os elementos queriam tomar o seu carro de assalto, um Golf branco placa policial OKL 0912 licença de São Gonçalo dos Campos.

Segundo Gabriel, ao anunciarem o assalto ele reagiu e deu um soco em um dos bandidos, que caiu com as pernas pra cima. Com a queda do comparsa, o outro elemento partiu para cima da vítima e entrou em luta corporal, o que deu tempo o suficiente para o individuo do chão se levantar e deflagrar quatro disparos de calibre 38 na direção de Gabriel. Por sorte, apenas um dos disparos atingiu sua coxa esquerda, outro atingiu o carro e os demais não temos informações.

Ainda de acordo com informações da vítima, os bandidos só desistiram da tentativa de assalto depois que o mesmo gritou pela polícia, os dois elementos fugiram em direção à Praça da Bandeira.

Gabriel foi socorrido para o Hospital Municipal de São Gonçalo, transferido para o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), medicado e liberado.

A guarnição da policia Militar de São Gonçalo com os soldados Josué e Tosta, fizeram buscas e conseguiram capturar um dos bandidos, Gilmar Bispo dos Santos (vulgo Gil) 30 anos, natural de Salvador, que estava escondido no banheiro da Rodoviária de São Gonçalo. Gilmar foi preso, autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e encontra-se à disposição da justiça. O outro elemento de dados ainda ignorados conseguiu fugir.

Em entrevista ao repórter André Silva, Gilmar revela que o carro serviria para dar um rolé e ganhar dinheiro em Serrinha, depois abandonaria em algum lugar.

Assassinato do odontólogo José Sobreira completa dez anos

O assassinato do odontólogo José Sobreira Filho completa onze anos nesta quinta-feira (10/01/2013). Apesar do longo período, o processo que apura o crime permanece no Tribunal de Justiça da Bahia (TJB) sem solução.

Mário Murici Santos é acusado de matar, com dois tiros, o genro e odontólogo José Sobreira Filho, 39 anos. O crime aconteceu no dia 10 de janeiro de 2002.

Recurso

No recurso, que o PORTAL FS teve acesso, a defesa apresentada pelo advogado de Mário Murici que pede pela anulação do processo. A defesa teve como base o indeferimento do pedido de intimação de uma das testemunhas de defesa arrolada no processo, Clovis da Silva Júnior.

A defesa também usou o indeferimento do pedido de uma nova ouvida para “esclarecimento complementar” aos peritos que subscreveram os laudos periciais que constam nas folhas 118/146 do processo.

O advogado alegou que “é inubitável que a prova adjurada traria esclarecimentos necessários à reconstrução da autenticidade história do acontecimento apurado nos autos, sobretudo, tendo-se em linha de conta que não houve testemunhas que tivessem presenciado a indigitada cena”.

Denúncia

De acordo com denúncia apresentada pelo Ministério Público (MP), no dia 10 de janeiro de 2002, por volta das 7 horas da manhã, no interior do apartamento na Clínica Sobreira, situada na rua Georgina Erisman, o agrônomo Mário Murici, utilizando-se de um revólver, calibre 38, teria deflagrado três disparos contra Sobreira.

Dois dos disparos teriam atingindo e matado o odontólogo e genro do acusado.
Conforme consta dos autos, José Sobreira era casado com Márcia Veiga Murici Sobreira, filha do denunciado.

Ambos, segundo os autos, estavam separadas há cerca de três meses, antes do ocorrido. Sobreira nesse período estaria residindo com a mãe, Creusa Batista Madeiro.

Crime

Os autos revelam que o casal estava prestas a iniciar um processo de separação judicial litigiosa, havendo grandes divergências a respeito da divisão dos bens comuns.

Apesar dessas desavenças, no entanto, a família de Sobreira e de sua esposa não chegavam a ser inimigas. Ë tanto, conforme os autos, que Mário Murici e sua mulher, Aglaia Veiga Santos, costumavam frequentar o apartamento onde José Sobreira morava com a mãe.

Além disso, Sobreira e Márcia, ambos odontólogos, continuavam a trabalhar juntos, na Clínica Sobreira, da qual eram sócios e proprietários. Conforme os autos, no dia do crime, tendo Márcia viajado, Mário Murici teria se encarregado de levar, juntamente com sua mulher, a única filha do casal, a neta Carol, até a residência de Sobreira.

Chegando lá, o casal encontrou a porta aberta e, como de hábito, entrou sem bater, tendo Aglaia e Carol de encaminhado até a cozinha do apartamento, onde estava Creusa Batista. Mário Murici, por sua vez, seguiu de imediato ao quarto de Sobreira, que encontrava-se dormindo.

Ainda segundo os autos, o acusado teria deflagrado três tiros à queima-roupa, dois dos quais atingiram Sobreira na cabeça e nas costas. Depois o agrônomo teria fugido do local.

Confesso

O Ministério Público conclui afirmando que Mário Murici Santos teria praticado homicídio por motivo torpe, visando tão somente impedir que a filha, Márcia Veiga Murici Sobreira viesse a sofrer prejuízos financeiros na separação judicial.

Em seu depoimento, Márcio Murici disse que no dia do crime, após entrar no quarto de Sobreira, certificou se existia arma com a vítima. Ele conta que primeiro procurou em cima da cama.

Ao abaixar-se para olhar debaixo da cama foi surpreendido pelo odontólogo, que teria feito um gesto bruto. Nesse momento, após assustar-se com o movimento, teria disparado contra o genro José Sobreira Filho.

Detentos do presídio de Feira são flagrados com maconha prensada

Os detentos José Raimundo Soares, Cleide Rodrigues do Vale e Manuella dos Santos Alves, que cumprem pena em regime semi-aberto no Conjunto Penal de Feira de Santana, foram encaminhados para o Complexo Policial Investigador Bandeira, após serem surpreendidos com dois tabletes de maconha prensada.

Segundo informações dos agentes penitenciários, o grupo se dirigiu até uma casa localizada nas proximidades do presídio, na tarde desta terça-feira (8), por volta das 16h, onde momentos antes, um homem não identificado chegou em uma motocicleta de dados ignorados e deixou um saco plástico contendo a droga, dois celulares e dois carregadores.

Quatro PMs ficam feridos em capotamento de viatura

Quatro policiais ficaram feridos após o capotamento de uma viatura do Batalhão de Choque da Polícia Militar, na rodovia BA 120, entre os municípios de Santo Estévão e Ipecaetá. O acidente aconteceu por volta das 13h45 desta quarta-feira (09/01/2013).

Segundo oficiais da PM, os policiais participavam de uma operação para combater os assaltos a banco no interior do estado.

Quatro PMs que estavam na viatura ficaram feridos, sendo a maioria com ferimentos leves, mas foram socorridos para o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA).

O sargento da PM Edson Pereira Santana Junior, 44 anos, Elton Matias de Jesus, 31, que fazem parte do Batalhão do Choque do Central de Operações Especiais (COE) do estado da Bahia.

De acordo com informações, Edson sofreu traumatismo craniano e foi necessária a transferência de um helicóptero do Grupamento Aéreo da Polícia Militar
(GRAER) para prestar socorro.

A aeronave pousou na área do 35º Batalhão de Infantaria de Feira de Santana, mas não foi possível a transferência para a capital do estado. O estado de saúde do militar é delicado, conforme nota da unidade hospitalar.

Moradores queimam carro da Via Bahia durante protesto

Moradores da Vila Santa Marta, no km 7, distrito de Ipuaçu, realizaram uma nova manifestação na BR-116 Sul, na noite desta terça-feira (08/01/2013), por volta das 20h, a fim de cobrar da concessionária Via Bahia a instalação de redutores de velocidade e iluminação, nas proximidades do posto de combustível Chapéu de Couro.

Os manifestantes queimaram um carro da concessionária, o que gerou 18 km de congestionamento em ambos os sentidos da BR-116 Sul.

O ato foi encerrado por volta das 23h, quando a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Polícia Militar (PM) interviram na situação.

Relembre

No último dia 21, os moradores realizaram um protesto, logo após o atropelamento e morte do mecânico Alexandrino Moreira santos, 41 anos, que gerou um congestionamento de cerca de 40 km na BR-116 Sul e no Anel de Contorno, em Feira de Santana.

Na oportunidade, o representante da concessionária, Marcelo Cicarelli, se comprometeu em refazer os sonorizadores em uma nova dimensão, a partir do dia 7 de janeiro. E disponibilizar uma viatura da Via Bahia, entre as 17h30 e 18h30, no ponto de travessia.

Suspeitos de assaltos são reconhecidos por vítimas

Na manhã desta quarta-feira (09/01/2013) dois menores foram apreendidos e uma jovem de 21 anos foi presa pela Polícia Militar na rua Nosso Amigo, no conjunto Liberdade, região do bairro do Tomba.

Duas motocicletas foram recuperadas durante a ação da PM, após ser acionada por moradores. Na delegacia, as vítimas reconheceram os adolescentes que dispensarem a arma de fogo na fuga, conforme depoimento de um policial.

Após serem levados para a Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI), a delegada Klaudine Passos, informou que os menores são suspeitos de praticar vários atos delituosos como roubo de motocicletas e celulares de transeuntes.

Após diligencias dos policiais civis, eles conseguiram apreender dois revólveres calibre 38, um rifle, 10 celulares, várias buchas totalizando um quilo de maconha, e algumas pedras de crack que estavam escondidos em uma residência .

Os menores foram encaminhados para a Casa de Acolhimento Sócio Educativa Juiz Melo Matos (CASE), em Feira de Santana .

PM encontra drogas em veículo e prende quatro jovens

Policiais Militares conduziram até a delegacia, no inicio da tarde desta quarta-feira (09/01/2013), quatro pessoas suspeitas de tráfico de drogas na cidade de Feira de Santana.

Fábio Santos, 31 anos, morador da cidade de Serrinha, Lairo Araujo Pereira, 19, residente em Teofilândia, Anselmo Barreto de Jesus, 27, e Aldo Borges Nascimento, ambos moradores do bairro da Mangabeira, foram apresentados na Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE).

No interior do veículo Fiat Uno, com placa DSA-8948, licença de Valente, que fazia ligeirinho para municípios da região, os militares localizaram um quilo de maconha, além de 20 trouxinhas do mesmo entorpecente.

Fábio que é proprietário do veículo, disse durante depoimento na DTE que Lairo é o dono da droga, mas o acusado rebateu a acusação.

O grupo foi flagrado na frente de um condomínio na Mangabeira, conforme entrevista do Major Lobão, do CPRL, ao programa Ronda Policial.

Acidente em empresa de call-center deixa funcionários feridos

Corre-corre, portas quebradas, funcionários feridos e muita reclamação na empresa de call-center Tel Telemática, que presta serviços para a operadora de telefonia Claro na manhã desta quarta-feira (09/01).

Segundo informações de funcionários da filial da empresa localizada às margens da BR-116 Sul, um trabalhador estava realizando reparos no telhado da empresa, na sala destinada ao atendimento dos clientes pós-pago, quando o teto desabou e funcionários foram atingidos por fragmentos de madeira, gesso e outros componentes do teto, construído na tecnologia drywall.

O acidente foi o bastante para gerar pânico nos funcionários que evacuam o prédio. Muitos se machucaram durante a tentativa de sair da empresa. Os empregados relataram que foram obrigados a permanecer no atendimento, sendo ameaçados de demissão.

Os feridos foram atendidos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Os socorristas não precisaram a quantidade exata de atendimentos, mas afirmaram que mais de dez funcionários do call-center receberam atendimento. Vários foram encaminhados para o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA).

O caso mais grave é do trabalhador que estava no teto da empresa, ainda não identificado, que machucou-se na bacia. Segundo o SAMU, o paciente encontra-se hemodinamicamente estável e lúcido.

Uma das funcionárias da Tel Telemática, que não quis se identificar, disse que o trabalhador estava sem os equipamentos de proteção individual (EPIs) e executava o serviço enquanto os operadores prestavam atendimento. “Tinha muitas pessoas que estavam próximas se machucaram, outros saíram correndo, pessoas desmaiaram, as grávidas entraram em estado de choque. Ninguém tem condições de trabalhar com um teto desabando”, descreveu.

O capitão do 2ª Grupamento do Corpo de Bombeiros, Marcos Moreira, explicou que o desabamento ocorreu devido a ação do tempo nas madeiras que sustentam o teto e a presença de cupins. “Eles apodreceram a estrutura de madeira e esse material veio a desabar. O espaço tem cerca de 30 m2. As pessoas tentaram sair do local com brevidade, gerando pânico e causou pequenos acidentes”, disse que o capitão. Segundo o bombeiro, a empresa não confirmou a presença de trabalhador realizando reparos no teto, fato que foi confirmado pelo SAMU.

Nenhum representante da Tel Telemática foi encontrado pela reportagem do Bom Dia FEIRA para prestar esclarecimentos. A reportagem conseguiu fotos do interior do local onde ocorreu o acidente.

Preso pedreiro que matou ex-mulher com 11 facadas

Em cumprimento a um mandado de prisão preventiva, investigadores da 15ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Serrinha) prenderam, nesta terça-feira (08/01/2013), o pedreiro Rondinei da Silva Ramos, 39 anos, acusado de matar, com 11 golpes de faca, a ex-mulher Maria de Lourdes Mota Junqueira, de 33 anos. O crime ocorreu no dia 29 de dezembro de 2012, por volta das 5 horas da manhã, na residência do casal, no bairro da Santa, em Serrinha.

Inconformado com o fim da relação, que ocorreu em novembro, e desconfiado de que havia sido traído, Rondinei procurou a ex-mulher para propor uma retomada do casamento, mas diante da resistência ao pedido acabou cometendo o crime. Vizinhos ouviram os gritos de socorro da vítima e viram quando ele saiu da casa correndo com uma faca nas mãos, que estavam ensanguentadas. Maria de Lourdes morreu na hora.

Depois do crime, o pedreiro se dirigiu para a estrada que liga Serrinha a Feira de Santana em busca de carona. Ele informava para as pessoas que perguntavam, que havia acabado de matar um porco e, por isso, estava sujo daquela maneira. De Feira ele seguiu para Salvador. Retornando esta semana para Serrinha.

Rondinei compareceu à delegacia local acompanhado de um advogado e confessou o assassinato, revelando que jogou a faca dentro de um rio. O pedreiro, no entanto, já havia sido preso em flagrante, 12 dias antes do crime, por agressão a Maria de Lourdes, com quem estava casado há 18 anos e tinha três filhos, com idades de 14, nove e cinco anos. Na ocasião, ele acabou liberado mediante pagamento de fiança. Rondinei encontra-se agora custodiado na sede da 15ª Coordenadoria, onde permanece à disposição da Justiça Criminal.

Violência

Tem sido assim, de modo progressivo, contínuo e repetitivo. Isso sem contar as tentativas de homícidios e outros crimes. A OMS- Organização Mundial de Saúde considera tolerável a taxa de 10 homícidios/100 mil habitantes o que levaria Feira a permitir não mais que 60/crimes ano. Acima de 25 pode ser considerada uma epidemia de violência.

Os indíces são aterradores. A ampliação do presídio, a construção de um mini-presídio, que foi iniciada, e a compra de viaturas para a PM são medidas importantes e boas ações de Wagner, embora estejam chegando após seis anos de governo. E, ainda assim, ficam aquém do que necessita a região metropolitana. A SEPREV- uma boa medida do governo Tarcísio-, possui menos de 20 câmeras quando deveria ter em torno de 100. A instalação da Base Comunitária do George Américo é um avanço, mas precisamos de um projeto sequencial porque isoladamente ele apenas faz deslocar o crime, isso, se não reduzir o policiamento disponível para as demais zonas da cidade.

Feira é um polo distribuidor de drogas e merece um tratamento especial. Temos poucas notícias de apreensão de armas e mesmo das drogas. O posto da Polícia Federal parece não responder ao tamanho das necessidades da cidade que merece uma Delegacia Regional. Neste ponto, não podemos aceitar o cala boca do Posto e insistir na criação da Delegacia.

Diante de números tão alarmantes precisamos unir a Polícia Federal, Estadual e a SEPREV, para tentar reduzir os níveis de guerra civil que vivemos.

Diarista encontrada morta dentro de casa

A Polícia Civil de Feira de Santana realizou o levantamento cadavérico na manhã desta terça-feira (09/01/2013), de Priscila Nery da Hora, 25 anos, que morava na rua Bonfim no bairro Jardim Acácia , em Feira de Santana.

De acordo com informações da reportagem do programa Subaé Notícias, a vítima foi encontrada morta no interior da residência com o fio de náilon no pescoço.

De acordo com parentes, a jovem deixou um filho recém-nascido. A suspeita inicial que a diarista tenha cometido suicídio, após uma divergência familiar.

Após a necropsia no Departamento de Polícia Técnica (DPT), será divulgada a causa da morte.

Fonte: Central de Polícia

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115164 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.