Inauguração de laticínio em Filadélfia estrutura a região para o pós-seca

Inauguração de laticínio em Filadélfia.

Inauguração de laticínio em Filadélfia.

Consumidores de queijos, manteiga e leite pasteurizado da região norte da Bahia contam, a partir de agora, com produtos seguros e saudáveis, graças à inauguração do Laticínio Filadélfia, localizado no município de mesmo nome. A indústria funcionava há 13 anos na clandestinidade mas, a partir da fiscalização de caráter educativo, realizada pela Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária, Irrigação, Reforma Agrária, Pesca e Aquicultura (Seagri), o proprietário, Adriano Guedes, adequou o laticínio às normas sanitárias, investindo cerca de R$ 1,5 milhão em reforma e equipamentos.

As novas instalações do Laticínio Filadélfia foram inauguradas nesta quarta-feira (30) em evento que movimentou toda a região e contou com as presenças do secretário estadual da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles; o diretor geral da Adab, Paulo Emílio Torres, o diretor de inspeção da Adab, Adriano de Sá, deputados estaduais da região, prefeitos e vereadores.

Segundo Adriano Guedes, sair da clandestinidade e obter o reconhecimento da qualidade dos produtos produzidos pelo laticínio é a realização de um grande sonho. “A Adab foi importante para nós, pois através da orientação que os técnicos nos passaram, fizemos um projeto, que foi aprovado, e realizamos registro no Serviço de Inspeção Estadual, e hoje podemos ampliar o negócio”, disse Adriano Guedes.

Anunciando que o governo do Estado vai lançar no mês de março o Plano Estadual do Leite, o secretário Eduardo Salles disse que a iniciativa representa um ganho para a pecuária baiana, e é de grande importância para os produtores da região. “Não podemos esquecer que perdemos 40% da safra de leite em 2012, por conta da seca. Todo estímulo para a pecuária é muito bem vindo e a Seagri estará sempre de portas abertas para colaborar com as diversas iniciativas”, destacou Salles.

O deputado federal Félix Mendonça, que também participou da inauguração, aproveitou o momento para anunciar que fará uma emenda parlamentar, com vistas a buscar recursos para a construção de um entreposto no município de Filadélfia. Segundo ele, o entreposto vai dar mais estruturação às atividades agropecuárias da região.

O entreposto frigorífico é um dos 18 projetos estruturantes que fazem parte do portfólio criado pela Secretaria da Agricultura e entregue aos deputados estaduais, federais e senadores baianos, para que eles possam colocar emendas. “Os parlamentares estão sendo sensíveis, e é muito bom o exemplo que está sendo dado pelo deputado Félix Mendonça, viabilizando um projeto destinado a estruturar a cadeia da carne na região”, disse Salles.

Educação

O diretor geral da Adab, Paulo Emílio, explicou “temos a responsabilidade de fiscalizar, mas nosso papel não é apenas o de multar, punir. A educação sanitária, a orientação e a conscientização são as melhores ferramentas para fazer com que os estabelecimentos sejam adequados às normas legais”. De acordo com ele, “hoje é um momento muito feliz para nós. Acompanhamos e orientamos o proprietário para que ele saísse da clandestinidade e trouxesse para o mercado alimentos saudáveis. A Adab tem orgulho de trabalhar desta maneira”, pontuou.

Eduardo Salles destacou a ação da Adab, reconhecida no Brasil todo por sua competência, e elogiou a equipe coordenada por Fábio Cedraz, gerente técnico da Adab em Juazeiro, responsável pelas ações desenvolvidas em Filadélfia. “A Adab tem o objetivo comum de ajudar, dentro da lei, a fazer com que os empreendimentos sejam viabilizados”, disse Salles.

O Laticínio Filadélfia está localizado estrategicamente para atender à demanda da região. Com 450 metros quadrados de área construída, a indústria tem potencial de recebimento de 50 mil litros de leite/dia, para processar manteiga e queijo, suprindo uma demanda de produtos inspecionados local e municípios adjacentes.

O surgimento das novas indústrias lácteas na região foi incentivado através de ação conjunta, iniciada no segundo semestre de 2010, entre a Seagri/Adab e Ministério Público, na busca incessante da inclusão social de famílias que trabalhavam à margem da ilegalidade e em ambiente insalubre. O empreendimento irá beneficiar o município de Filadélfia e adjacências, gerando 30 empregos diretos e mais de 150 indiretos, integrando 350 famílias, aquecendo a economia local e favorecendo os produtores de leite, principalmente os da agricultura familiar.

Também participaram da inauguração do laticínio o deputado estadual Roberto Carlos, o prefeito de Filadélfia, Barbosa Júnior; a vice-prefeita do município, Nice Mota; o prefeito de Ponto Novo, Adelson Maia, o coordenador da Adab em Filadélfia, Adilson Pinheiro de Andrade; o superintendente de irrigação da Seagri, Marcelo Nunes; o coordenador regional da Adab em Juazeiro, Carlos Kleber; o gerente técnico da Adab em Juazeiro, Fábio Cedraz Oliveira, o presidente da Câmara de vereadores de Filadélfia, Sinval Moreira,além de vereadores de Juazeiro.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).