Construção do novo Instituto Couto Maia reforça saúde na Bahia

Sessão na Bovespa para definição da administradora do Instituto Couto Maia.
Sessão na Bovespa para definição da administradora do Instituto Couto Maia.

Salvador terá um hospital especializado em doenças infecciosas e parasitárias. O vencedor da licitação para construção e administração do Instituto Couto Maia (Icom) foi conhecido nesta quinta-feira (24/01/2013), na Bolsa de Valores de São Paulo. O Consórcio Couto Maia, formado pelas empresas MRM e SM Gestão Hospitalar apresentou a melhor proposta financeira para a gestão condominial, no valor de R$ 42 milhões anuais, montante estimado no edital de licitação.

De acordo com o secretário da Saúde, Jorge Solla, o Governo do Estado vai ser responsável pela disponibilização da equipe médica, grande parte composta por profissionais que atuam no atual Hospital Couto Maia e no Dom Rodrigo de Menezes, qualificados no tratamento de doenças infecciosas. Entre as doenças que poderão ser tratadas na nova unidade estão hanseníase, meningite e leptospirose. Outro objetivo é tornar o Couto Maia um centro de referência internacional em pesquisa no campo de doenças infecciosas.

Estrutura  

O Icom terá 155 leitos, sendo 30 UTIs, e prestará atendimento de urgência e emergência e assistência ambulatorial. Será implantado ainda serviço de apoio diagnóstico com equipamentos de radiologia, ultrassonografia, tomografia computadorizada, endoscopia digestiva, eletrocardiografia e eletroencefalografia. Também contará com centro cirúrgico e com a ampliação dos Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE), além da implantação de agência transfusional, serviço de reabilitação e de logística. O projeto prevê a construção do memorial Couto Maia e Dom Rodrigo de Menezes.

O hospital, que vai ser construído em Salvador, é a segunda unidade da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) a utilizar o modelo de gestão Parceria Público-Privada (PPP). O primeiro foi o Hospital do Subúrbio (HS). O contrato de concessão vai ser assinado em março e a previsão é que as obras sejam iniciadas ainda no primeiro semestre deste ano, sendo concluídas em 2014.

Investimentos 

A estimativa é que a empresa vencedora invista R$ 97,3 milhões para a construção da unidade e para a aquisição dos equipamentos. As novas instalações do Instituto Couto Maia serão erguidas em Águas Claras, onde hoje funciona o Hospital Dom Rodrigo de Menezes, que está em fase final de desativação.

O consórcio vencedor ficará responsável pela construção do hospital, pela manutenção predial e dos equipamentos, pela segurança, limpeza, higienização e fornecimento de alimento para os médicos e funcionários. “Para nós é um desafio esse tipo de investimento. Mas analisamos todas as possibilidades e aceitamos esse novo eixo de trabalho”, afirmou o representante do Consórcio Couto Maia, Emanuel Vasconcelos.

Dom Rodrigo de Menezes

O secretário Jorge Solla considera o encerramento das atividades do Hospital Dom Rodrigo de Menezes um resultado extremamente positivo para a saúde pública. “Não cabe mais na sociedade atual um leprosário. A modalidade de atendimento à pessoa com hanseníase é ambulatorial dentro dos serviços, como qualquer outra doença infecciosa”, afirmou o secretário.

Sessão na Bovespa para definição da administradora do Instituto Couto Maia.
Sessão na Bovespa para definição da administradora do Instituto Couto Maia.
Alberto Peixoto
Sobre Alberto Peixoto 488 Artigos
Antonio Alberto de Oliveira Peixoto, nasceu em Feira de Santana, em 3 de setembro de 1950, é Bacharel em Administração de Empresas pela UNIFACS, e funcionário público lotado na Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia, atua como articulista do Jornal Grande Bahia, escrevendo semanalmente, é escritor e tem entre as obras publicadas os livros de contos: 'Estórias que Deus Duvida', 'O Enterro da Sogra, 'Único Espermatozoide', 'Dasdores a Difícil Vida Fácil', participou da coletânea 'Bahia de Todos em Contos', Vol. III, através da editora Òmnira. Também atua incentivador da cultura nordestina, sendo conselheiro da Fundação Òmnira de Assistência Cultural e Comunitária, realizando atividades em favor de comunidades carentes de Salvador, Feira de Santana e Santo Antonio de Jesus. É Membro da Academia de Letras do Recôncavo (ALER), ocupando a cadeira de número 26. E-mail para contato: [email protected] Saiba mais sobre o autor visitando o endereço eletrônico http://www.albertopeixoto.com.br.