Bancada do PCdoB quer debater licitação do transporte de Salvador

Aladilce Souza: “é preciso debater com a população, pois é um serviço essencial que afeta toda a cidade”.
Aladilce Souza: “é preciso debater com a população, pois é um serviço essencial que afeta toda a cidade”.
Aladilce Souza: “é preciso debater com a população, pois é um serviço essencial que afeta toda a cidade”.
Aladilce Souza: “é preciso debater com a população, pois é um serviço essencial que afeta toda a cidade”.

Diante do anúncio de que a licitação do sistema de transporte público coletivo de Salvador pode sair a qualquer momento, a bancada do PCdoB na Câmara Municipal defendeu que o processo só seja aberto após ampla discussão. Para os vereadores Everaldo Augusto e Aladilce Souza, “é preciso debater com a população, pois é um serviço essencial que afeta toda a cidade”. 

“A Prefeitura tem de realizar audiências públicas, para que os soteropolitanos apresentem as demandas e estas devem ser consideradas na construção do edital”, destacou a vereadora Aladilce Souza. Ela observou que é necessário analisar como ficam as outras modalidades de transporte coletivo na capital baiana, não apenas o ônibus. “Há muitas questões a serem tratadas. É um sistema caótico e caro, que acaba privando os cidadãos de direitos”, complementou.

Outra questão levantada pela vereadora diz respeito à dívida da Prefeitura com os empresários do setor, assumida pela gestão anterior. Os números, teoricamente, aproximam-se de R$ 500 milhões. Segundo Aladilce, não há porque o poder público arcar com esta despesa se não houve auditoria no Fundo de Desenvolvimento do Transporte Coletivo de Salvador (Fundetrans) para comprovar o débito. “Não pode favorecer o empresariado. Tem de atender aos interesses da população”, assinalou com cautela a vereadora. 

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9976 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).