Estudantes da rede estadual promovem Feira de Saúde e prestam serviços gratuitos em Itabuna

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Itabuna.
Itabuna.
Itabuna.
Itabuna.

Pelo quinto ano seguido, os moradores de Itabuna, no Território de Identidade Litoral Sul, serão beneficiados com serviços prestados gratuitamente pelos estudantes dos cursos técnicos de nível médio do Centro Estadual de Educação Profissional em Biotecnologia e Saúde. O Ceep promove neste sábado (15/12/2012), das 8h às 12h, a V Feira de Saúde, que tem como tema: “Viva com Mais Saúde”.

Quem for à Praça José Bastos, centro de Itabuna, onde nove estandes temáticos serão montados, poderá fazer testes de glicemia, aferir pressão arterial, tomar vacinas e receber orientações sobre prevenção de doenças e promoção de saúde.

A feira é mais uma ação pedagógica desenvolvida pelo Ceep, que terá a participação de 350 estudantes dos cursos técnicos em Análises Clínicas, Biotecnologia, Enfermagem, Gerência em Saúde, Nutrição e Dietética, e Segurança do Trabalho.

Os estudantes do curso técnico em Enfermagem também farão, com a participação de uma equipe do Corpo de Bombeiros, demonstrações de primeiros socorros, de como se deve agir em caso de queimaduras, acidentes no trânsito e acidentes domésticos. Sob orientação dos professores, eles irão aplicar, ainda, vacinas contra doenças, a exemplo da Hepatite A e B, que foram cedidas pela Secretaria Municipal de Saúde.

Os estudantes de Biotecnologia destacarão como a biotecnologia está presente no cotidiano, utilizando, por exemplo, a fitoterapia, isto é, o estudo das plantas medicinais e suas aplicações na cura das doenças. Vão mostrar como é possível desidratar e fazer infusões de folhas como erva cidreira e o boldo. Já os estudantes de Análises Clínicas, irão fazer tipagem sanguínea e os do técnico em Gerência de Saúde estão encarregados de fazer toda a organização e infraestrutura do evento.

Joabson Pinheiro, 20, estudante do Técnico em Enfermagem disse que a feira é sempre motivo de aprendizagem. “Estou participando pela quarta vez da feira que tem dado uma carga adicional significativa, complementando o que a gente vê no curso. É uma maneira de a gente aprender muito mais, porque a gente lida com o público às vezes completamente leigo. E, na medida em que a gente estuda para passar informações, isso contribui para que o curso tenha mais qualidade, e nosso trabalho seja mais efetivo. Me sinto mais maduro e seguro para o exercício da minha profissão com estas experiências”, afirma.

A diretora do Ceep, Josonita Marinho, disse que a Feira de Saúde, a cada ano, alcança maior repercussão junto à comunidade pelo caráter de prestação de serviços. Ressalta, no entanto, que os maiores beneficiados no processo são os estudantes que, conforme atestou Joabson, aperfeiçoam as habilidades, conhecimentos e exercitam a cidadania. “Por conta da Feira de Saúde, temos ex-alunos, já formados, que criaram o projeto ´Meu bairro solidário´ e estão levando para comunidades mais distantes uma amostragem da feira”, comemora.

Sobre Carlos Augusto 9653 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).