Empresários coreanos desembarcam na Bahia e estudam investimentos na agropecuária

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Oportunidades de investimentos na agropecuária baiana foram apresentadas a empresários coreanos.
Oportunidades de investimentos na agropecuária baiana foram apresentadas a empresários coreanos.
Oportunidades de investimentos na agropecuária baiana foram apresentadas a empresários coreanos.
Oportunidades de investimentos na agropecuária baiana foram apresentadas a empresários coreanos.

Oportunidades de investimentos na agropecuária baiana foram apresentadas a empresários coreanos na tarde de segunda-feira (03/11/2012), na Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), pelo superintendente de política em agronegócio e atração de investimentos da Secretaria da Agricultura (Seagri), Jairo Vaz.

Os membros da delegação desembarcaram na Bahia no último domingo (2) e foram recebidos pelo governador Jaques Wagner em seu gabinete, na segunda-feira (3). A comitiva, formada por representantes de empresas reconhecidas mundialmente, como LG, Kotra, Hyundai, Hanwha, Posco e Samsung, realizou uma visita ao Centro Integrado de Manufatura e Tecnologia (Senai/Cimatec), seguiu para um almoço com os secretários estaduais da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles e de Relações Institucionais, Fernando Schimit, além do presidente da Fieb, João Mascarenhas. Por fim, todos dirigiram-se para o encontro na Fieb.

O secretário Eduardo Salles, na abertura da reunião, relembrou dois momentos em que esteve na Coreia do Sul, apresentando oportunidades de investimentos na Bahia e destacou suas potencialidades. “A Coreia e a Ásia como um todo possui um mercado consumidor fabuloso em função da elevada população, fator importante e atraente para usufruirmos deste momento, com essas empresas aqui na Bahia. Além disso, queremos fomentar parcerias com essas empresas junto aos produtores baianos, para agroindústrializarmos nosso estado, gerando emprego no interior e agregando valos aos nossos produtos agropecuários”, disse.

Para o presidente da Fieb, João Mascarenhas, existe uma infinidade de caminhos a serem abertos entre a Bahia e a Coréia do Sul. “Estamos aptos a auxiliar os investidores. A federação tem um cabedal de informações para qualquer empresário que queira se instalar na Bahia”, disse.

De acordo com o secretário estadual de Relações Institucionais, Fernando Schimit, o estado está aberto para aumentar a sua corrente de comércio que hoje existe entre o estado e a Coréia do Sul. “A Bahia desponta como o novo eixo de desenvolvimento, não apenas pela posição geográfica, como pelos investimentos que estão sendo realizados, como a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) e a Ferrovia da Integração Centro-Oeste (Fico), que integrarão o Nordeste, Centro-Oeste do Brasil com outros países. O mercado que já existe pode ser enormemente ampliado”, ressaltou.

O diretor geral da empresa Kotra, Jaewon Lyuque agradeceu a receptividade baiana e declarou que muitas empresas na Coréia não conhecem o potencial da Bahia, mas esse encontro já representa uma boa oportunidade de mudar essa realidade. “O Brasil está emergindo em termos de potência econômica. A oportunidade do encontro de hoje, é que surjam idéias e oportunidade de investimentos na Bahia e espero que continuemos contando com o apoio da Fieb e do Governo da Bahia”, disse.

O superintendente Jairo Vaz fez uma explanação sobre as potencialidades da Bahia, como o clima e a diversidade do que é produzido na agropecuária. Ele chamou a atenção para a região Oeste, que se destaca com a maior produção de soja do Brasil e do mundo e citou também a caprinocultura, que também representa a maior do Brasil.

Sobre Carlos Augusto 9657 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).