Empresa aterra mais uma área da Lagoa do Geladinho, denúncia Marialvo Barreto. Confira debates da Câmara de Feira de Santana

Áreas de preservação ambiental são invadidas em Feira de Santana. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Áreas de preservação ambiental são invadidas em Feira de Santana. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Áreas de preservação ambiental são invadidas em Feira de Santana. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Áreas de preservação ambiental são invadidas em Feira de Santana. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) – Jornal Grande Bahia)

A pretexto de possibilitar a entrada de caminhões, uma empresa aterrou mais um lado da Lagoa do Geladinho, na avenida José Falcão. O trecho fica em uma área vizinha a antiga casa de show Aldeia. A denúncia é do vereador Marialvo Barreto.

Segundo Marialvo, próximo a área invadida tem uma placa indicando que o local é de interesse ambiental. Ele sugeriu ao secretário de Meio Ambiente, Antônio Carlos Coelho, que visite a região para apurar as irregularidades.

O vereador disse que não consegue compreender o motivo pelo qual a Prefeitura de Feira de Santana não incluiu a nascente da Lagoa do Geladinho no Parque da Lagoa.

Disse que a Lagoa do Prato Raso, também localizada na avenida José Falcão, e a Lagoa da Taboa, situada no fundo da Universidade Estadual de Feira de Santana, estão sendo também comprometidas por aterramentos e novas construções residenciais.

Ele reclamou ainda que “uma empresa recebeu um alvará e está construindo parte de um condomínio dentro da Lagoa Salgada”. Em sua opinião, “Feira de Santana é um município inimigo da natureza”.

Vereador diz que não pediu a Ronaldo para ser mantido na Câmara ou se tornar secretário 

Em discurso na tribuna da Câmara, o vereador Luiz Augusto de Jesus – Lulinha, que não conseguiu a reeleição, afirmou que nunca pediu ao prefeito eleito, José Ronaldo, para continuar exercendo o mandato de vereador na Casa, na condição de suplente, a partir de 2013, ou assumir uma secretaria no governo.

“Não houve nenhuma conversa com José Ronaldo neste sentido”, garante Lulinha. Segundo o vereador, está é uma decisão que deve ser tomada somente pelo prefeito: “É ele que deve analisar e decidir se eu continuo nesta Casa ou não”, disse.

Ele declarou que em nenhum momento irá cobrar do prefeito José Ronaldo um cargo no seu governo. “Sou homem, tenho palavra e honro o que digo”, afirmou.

Vice-líder deve defender audiência com o prefeito

Com a ausência do líder do governo, Sebastião Bastinho, o petista Ângelo Almeida pediu que a vice-líder Eremita Mota leve a solicitação dos agentes comunitários de saúde ao prefeito Tarcizio Pimenta.

Os agentes lotaram as galerias da Casa da Cidadania, na quarta-feira (28/11/2012), pedindo o apoio dos vereadores em sua causa. Eles lutam há meses para que o Governo envie à Câmara projeto de lei reajustando o piso salarial da categoria, equiparando-o ao que outros municípios já estão pagando.

“Esperamos que o Executivo encaminhe de imediato o projeto à Câmara de Vereadores, para que possa tramitar em regime de urgência”, disse Angelo.

De acordo com o dirigente da associação dos Agentes, Antonio Oliveira Rosário, o prefeito Tarcizio Pimenta já havia conversado com eles anteriormente, prometendo o envio desse projeto à Câmara para apreciação.

“Em uma assembleia, deixou bem claro que ganhando a eleição ou não ele enviaria o projeto para esta Casa, equiparando o salário dos agentes de Feira de Santana com o do Brasil”, afirmou.

Sobre Carlos Augusto 9707 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).