Deputado estadual Zé Neto comenta Lei Carolina Dieckmann

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Zé Neto: “Lei 12.737 trará grandes benefícios para a sociedade brasileira”. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Zé Neto: “Lei 12.737 trará grandes benefícios para a sociedade brasileira”. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Zé Neto: “Lei 12.737 trará grandes benefícios para a sociedade brasileira”. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Zé Neto: “Lei 12.737 trará grandes benefícios para a sociedade brasileira”. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) – Jornal Grande Bahia)

Nesta segunda-feira (03/12/2012) foi publicada no Diário Oficial da União, a Lei nº 12.737, sancionada pela presidente Dilma Rousseff. A matéria conhecida como a Lei Carolina Dieckmann, por conta do episódio ocorrido com a atriz este ano, caracteriza crimes realizados através da internet, como o roubo de conteúdos pessoais e senhas.

Para o deputado estadual líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia, Zé Neto (PT), a sanção da Lei 12.737 trará grandes benefícios para a sociedade brasileira, com passos decisivos no ordenamento legal das ações realizadas no dia a dia de quem atua tanto utilizando a internet como instrumento de trabalho, como para quem busca informações e diversão.

“A Lei Carolina Dieckmann traz as tipificações criminais, e dá a necessária punição para que aqueles que usam as redes e sistemas indevidamente, de forma agressiva e ilegal, possam pagar o preço pelos danos ocasionados á sociedade. É um passo bastante decisivo na melhoria das relações no campo penal para que possamos ter mais segurança e para que tenhamos condições de ver os crimes cometidos nesse âmbito terem a atenção merecida”, salientou Zé Neto.

Dentre as penalidades previstas na lei, o indivíduo que invadir computadores para adquirir conteúdo de comunicações eletrônicas privadas, segredos comerciais ou industriais, além de informações sigilosas sofrerá reclusão de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos preso, e pagamento de multa.

Outro destaque é que, caso o delito seja executado contra autoridades como presidente e vice do Executivo, Legislativo e Judiciário, governadores, prefeitos ou presidentes e diretores de órgãos públicos, a pena aumenta em 50%.

Confira a lei na íntegra, clicando no link abaixo:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2012/Lei/L12737.htm

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113896 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]