Vereador petista feirense declara: “não precisa me queimar dentro do governo; eu já sou queimado no governo por todos os lados”

Marialvo Barreto: “E o emprego que tenho de professor da Uefs foi obtido através de concurso público”. Indignado com o comentário, Marialvo fez uma advertência: “não precisa me queimar dentro do governo; eu já sou queimado no governo por todos os lados”.
Marialvo Barreto: “E o emprego que tenho de professor da Uefs foi obtido através de concurso público”. Indignado com o comentário, Marialvo fez uma advertência: “não precisa me queimar dentro do governo; eu já sou queimado no governo por todos os lados”.
Marialvo Barreto: “E o emprego que tenho de professor da Uefs foi obtido através de concurso público”. Indignado com o comentário, Marialvo fez uma advertência: “não precisa me queimar dentro do governo; eu já sou queimado no governo por todos os lados”.
Marialvo Barreto: “E o emprego que tenho de professor da Uefs foi obtido através de concurso público”. Indignado com o comentário, Marialvo fez uma advertência: “não precisa me queimar dentro do governo; eu já sou queimado no governo por todos os lados”.

O vereador Marialvo Barreto fez esclarecimentos, nesta segunda-feira (05/11/2012), sobre comentário do radialista e deputado estadual Carlos Geilson, em seu programa programa Jornal Transamérica, da Radio Transamérica FM, que vai ao ar, das 5h30 às 8 horas, de segunda a sexta-feira.

Segundo o petista, Geilson teria feito colocação no rádio como se ele estivesse “disputando” o cargo de coordenador da Direc em Feira de Santana. “Achei estranho, porque aqui nesta Casa eu disse que não estou disputando cargo nenhum”, afirmou.

“Eu estou muito distante da qualidade daqueles que passaram por lá e, no momento, há pessoas também muito preparadas”, disse o vereador, salientando que nunca ocupou um cargo indicado politicamente.

Ele fez questão de ressaltar que, por meio de votação, foi eleito por duas vezes consecutivas vereador de Feira de Santana (de 2005 a 2012). Declarou também que, por meio de votos, já ocupou cargos de diretor de Departamento, coordenador de Colegiado e conselheiro do Conselho Superior da Universidade Estadual de Feira de Santana.

“E o emprego que tenho de professor da Uefs foi obtido através de concurso público”. Indignado com o comentário, Marialvo fez uma advertência: “não precisa me queimar dentro do governo; eu já sou queimado no governo por todos os lados”, afirmou.

Sobre Carlos Augusto 9516 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).