Vereador diz que demissões no Governo são necessárias; Marialvo questiona como José Ronaldo vai “acabar feudos”

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
O vereador Marialvo Barreto questiona como José Ronaldo vai “quebrar os feudos” que estariam estabelecidos em postos de saúde e policlínicas do Município. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
O vereador Marialvo Barreto questiona como José Ronaldo vai “quebrar os feudos” que estariam estabelecidos em postos de saúde e policlínicas do Município. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
O vereador Marialvo Barreto questiona como José Ronaldo vai “quebrar os feudos” que estariam estabelecidos em postos de saúde e policlínicas do Município. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
O vereador Marialvo Barreto questiona como José Ronaldo vai “quebrar os feudos” que estariam estabelecidos em postos de saúde e policlínicas do Município. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) – Jornal Grande Bahia)

Vereador diz que demissões no Governo são necessárias; Marialvo questiona como Ronaldo vai “acabar feudos” 

O vereador David Neto manifestou-se, esta semana, em pronunciamento na Câmara, sobre as demissões que estão ocorrendo em diversas áreas da administração municipal.

Segundo ele, a medida, que atinge principalmente funcionários vinculados a cooperativas, é importante para que o futuro gestor, o prefeito eleito José Ronaldo, “possa receber o governo sem esses contratos”.

David disse que esteve conversou recentemente com coordenador da Policlínica do Tomba, conhecido como Leal, depois que tomou conhecimento de que pessoas não estariam cumprindo suas obrigações na unidade.

O vereador Marialvo Barreto questiona como José Ronaldo vai “quebrar os feudos” que estariam estabelecidos em postos de saúde e policlínicas do Município.

“Todas tinham donos. Como é que ele vai montar a estrutura para retomar de volta, principalmente de alguns aliados, a macro estrutura que controlou policlínicas e PSFs?”, indagou.

Demissões na administração: “não pode fechar posto de saúde”, adverte vereador 

O vereador Justiniano França está preocupado com as demissões que estão ocorrendo em setores da administração municipal, nas últimas semanas.

“Onde tem excesso é preciso tirar”, declarou. Ele acha que o prefeito precisa ajustar suas contas. “Não pode acontecer é posto de saúde fechar”, advertiu. Ele lembrou que as pessoas que tem cargos comissionados precisam receber suas indenizações.

Para o vereador Roberto Tourinho, o governo do prefeito Tarcízio Pimenta encerra seus últimos dias de “forma melancólica, triste”.

Disse que em um posto de serviço da Policlínica do Tomba, setor de Raio X, trabalhavam 18 pessoas. Com o corte de pessoal, há problemas no atendimento.

“Lamentamos que programas e serviços estejam sendo interrompidos em Feira de Santana”, protesta o oposicionista.

 Aprovadas, na íntegra, contas de 2011 da Câmara Municipal de Feira de Santana 

O Tribunal de Contas dos Municípios aprovou, esta semana, na íntegra, as contas do exercício 2011 da Câmara de Feira de Santana, sob a responsabilidade de Antônio Francisco Neto – Ribeiro.

O Tribunal de Contas dos Municípios registra que, consultando o Sistema LRF- Net, ficou constatado o cumprimento do art. 1º da Resolução nº. 1065/05, “que institui a obrigatoriedade da remessa por meio eletrônico a este TCM dos demonstrativos contendo os dados dos Relatórios de Gestão Fiscal, exigidos pela Lei Complementar n° 101/2000”.

Informa ainda o TCM, em seu parecer, que o Relatório Anual de Controle Interno, apresentado na defesa, demonstra os resultados das ações de controle, além de identificar sugestões resultantes do acompanhamento da execução orçamentária, cumprindo os requisitos preconizados no art. 17 da Resolução nº 1120/05, bem como as exigências legalmente dispostas no art. 74, incisos I a IV da Constituição Federal e art. 90, incisos I a IV, da Constituição Estadual.

“É de se emitir parecer prévio pela aprovação, das contas da Câmara Municipal de Feira de Santana, correspondentes ao processo TCM nº 07484/12, referentes ao exercício financeiro de 2011, de responsabilidade do Sr. Antonio Francisco Neto”, diz ainda o TCM em seu relatório.

Conforme o órgão, o julgamento das contas do Legislativo Municipal é de competência exclusiva do Tribunal de Contas, de acordo com entendimento consolidado na Jurisprudência do Supremo Tribunal Federal e do Tribunal Superior Eleitoral, “não cabendo ulterior deliberação por parte da Câmara Municipal”.

Produtor rural reclama de exigência feita pela EBDA para acesso à ração animal com preço especial 

Trabalhadores rurais estão reclamando da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), que estaria exigindo do pequeno produtor escritura da terra para ter acesso à ração animal por um valor mais accessível. A informação foi prestada pelo vereador Marialvo Barreto, esta semana, na tribuna da Câmara.

O Governo do Estado da Bahia oferece em parceria com a Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB), o Programa Venda em Balcão, que consiste na comercialização de milho em grãos para pequenos criadores atingidos por estiagem.

Por meio da venda direta dos estoques públicos, criadores de pequeno porte terão acesso ao milho, que será usado na alimentação animal. Cada beneficiado poderá adquirir, por mês, até três toneladas, ao preço de R$ 18,12 a saca de 60 kg.

“Para ter acesso ao milho de R$ 18,00 do programa da EBDA, a pessoa tem que ter escritura da terra, mas a maioria dos trabalhadores rurais não possui esse documento. Quem não tem escritura está comprando o saco do milho – usado na alimentação animal – no valor de R$ 45,00”, afirmou.

Para Marialvo,  é preciso que haja  entendimento entre a EBDA e os pequenos produtores que não dispõem de escritura, no sentido de que se aproveite o cadastro do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, para contemplar os criadores atingidos pela seca.

“Ontem, eu conversei com uma pequena criadora rural que me disse que só tinha a titulação da terra dada pelo Sindicato. Ela relatou que não pode ter acesso ao milho de R$ 18,00 e, por conta disso, foi obrigada a comprar o cereal de R$ 45,00”, declarou o petista.

O vereador disse que espera que o Governo resolva essas “pendências burocráticas” para amenizar o sofrimento do homem do campo. “A seca não é questão cartorial;  não é questão de registro de imóvel”, alertou.

Reconhecido esforço de radialista para tentar salvar a vida de um bebê

 O repórter Ney Silva, da Radio Sociedade, foi elogiado, na Câmara Municipal, pelo vereador David Neto, em virtude de uma assistência prestada, na semana passada, a uma paciente gestante que necessitava de UTI Neonatal devido a uma complicação no parto.

O vereador fez referência ao caso da paciente Joilma Freitas, 28 anos, que na segunda-feira (22/10/2012), entrou em trabalho de parto no Hospital Dom Pedro de Alcântara, pela manhã, sendo que, no período da noite, o seu bebê morreu por falta de UTI Neonatal.

Segundo informações da imprensa, o bebê faleceu devido a um nó no cordão umbilical, que estava enrolado ao pescoço. David Neto disse que Ney Silva e a equipe médica do HDPA se empenharam em procurar uma UTI Neonatal dentro do município, mas não encontraram vaga.

“O repórter fez um grande trabalho, apesar de não ter tido êxito, mas só o motivo de ter se juntado a equipe do Dom Pedro de Alcântara para salvar uma vida de uma criança, eu acho que esse repórter Ney Silva está de parabéns”, disse, afirmando que Deus irá recompensar o repórter.

Secretaria de Saúde teria reduzido tomografias e ressonâncias pelo SUS

As tomografias e ressonâncias magnéticas realizadas em Feira de Santana pelo Sistema Único de Saúde estão sendo reduzidas. A informação é do vereador Ailton Mô.

“A quantidade desses exames está sofrendo uma redução na rede pública. Muitas pessoas não conseguem ter acesso a esse serviço”, disse ele.

Mô informou que esteve procurando pelo secretário de Saúde, Getúlio Barbosa, e também se dirigiu ao Instituto de Hematologia de Feira de Santana (IHEF), onde os exames são feitos, mas não conseguiu consegui “identificar o que está acontecendo”.

 O vereador disse que lutou, ao longo deste mandato, pela implantação de uma UBS (Unidade Básica de Saúde) no bairro Tomba, por parte do Governo. “Infelizmente não fomos atendidos”, criticou.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113534 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]