Salvador sedia Fórum Nacional de Energia Eólica

Jaques Wagner explica que a Bahia é o maior polo brasileiro de investimentos em energia eólica, com mais de 10% do potencial nacional.
Jaques Wagner explica que a Bahia é o maior polo brasileiro de investimentos em energia eólica, com mais de 10% do potencial nacional.

O Brasil está prestes a se consolidar no mercado de energia eólica. Até 2014, serão implantados em todo o País mais de 7GW em capacidade energética. E é neste cenário que acontece o Fórum Nacional Eólico (FNE) – Carta dos Ventos, nos dias 12 e 13 de novembro, no Fiesta Hotel & Convention Center, em Salvador.

Este ano, a Bahia foi escolhida para sediar a quarta edição do principal encontro político-econômico da indústria eólica. O estado foi selecionado por ser o maior polo brasileiro de investimentos em energia eólica, com mais de 10% do potencial nacional.

“A realização da Carta dos Ventos na capital baiana ressalta a liderança alcançada pelo Estado nos últimos anos no desenvolvimento do setor eólico”, afirma Rafael Valverde, superintendente de indústria e mineração da secretaria da Indústria, Comércio e Mineração (SICM).

A solenidade de abertura, que acontece na segunda-feira (12/11/2012), às 14 horas, contará com a presença do secretário James Correia (SICM), representando o governador Jaques Wagner, a presidente da ABEEÓLICA, Élbia Melo, além de representantes do governo Federal.

Segundo Correia, o setor eólico continua em franca expansão na Bahia. “O estado é o maior em potência instalada cadastrada para o próximo leilão que ocorrerá em dezembro e o polo industrial consolida-se a cada dia com a vinda de novos fornecedores para a nossa cadeia produtiva”, diz.

Nesta edição terão destaque temas como: desempenho dos parques, infraestrutura, cadeia de fornecimento de produtos e serviços, ambientes de comercialização da energia gerada e os casos de sucesso de desenvolvimento local resultante da implantação de parques eólicos.

Carta dos Ventos

Produzido em 2009, o documento será atualizado pela primeira vez durante o Fórum. A carta com as diretrizes foi assinada há três anos entre a área governamental (federal e dos Estados), o setor eólico e a industrial nacional. Este ano, serão firmados novamente os compromissos dentro de dez proposições que representem o interesse entre a indústria, os governos e os consumidores.

Dos dez tópicos abrangidos pela versão atualizada da carta dos ventos, três serão particularmente explorados na reunião de 2012: a comercialização de energia, infraestrutura e o mercado local fornecedor.

Em 2012 todos os ventos levam à Bahia

Além dos parques de geração de energia espalhados pelo sertão, onde se localiza grande parte do potencial baiano, o Estado está prestes a se tornar o principal polo nacional na fabricação de componentes. Hoje, a Bahia tem 57 projetos de energia eólica previstos para instalação e é o segundo estado, no Brasil, em potência contratada nos leilões de energia eólica.

Os empreendimentos somam, aproximadamente, R$ 6,5 bilhões em investimentos. Quando os projetos estiverem funcionando, vão acrescentar 1.560 MW à rede elétrica. Até o momento são mais de 5.000 MW em Protocolos de Intenções assinados com o Governo do Estado da Bahia.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111079 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]