Presidente Nacional do PSD confirma que presidenta Dilma Rousseff convidou para ministério

O presidente nacional do PSD, prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, relatou ontem (28/11/21012) a integrantes da executiva nacional do partido que a presidente Dilma Rousseff convidou a legenda a participar do governo e ofereceu-lhe mais de uma opção de cargo.
O presidente nacional do PSD, prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, relatou ontem (28/11/21012) a integrantes da executiva nacional do partido que a presidente Dilma Rousseff convidou a legenda a participar do governo e ofereceu-lhe mais de uma opção de cargo.
O presidente nacional do PSD, prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, relatou ontem (28/11/21012) a integrantes da executiva nacional do partido que a presidente Dilma Rousseff convidou a legenda a participar do governo e ofereceu-lhe mais de uma opção de cargo.
O presidente nacional do PSD, prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, relatou ontem (28/11/21012) a integrantes da executiva nacional do partido que a presidente Dilma Rousseff convidou a legenda a participar do governo e ofereceu-lhe mais de uma opção de cargo.

O presidente nacional do PSD, prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, relatou ontem (28/11/21012) a integrantes da executiva nacional do partido que a presidente Dilma Rousseff convidou a legenda a participar do governo e ofereceu-lhe mais de uma opção de cargo. Na reunião da executiva, realizada em Brasília, o prefeito não revelou quais seriam essas opções e nem foram discutidos eventuais nomes para ocupá-los.

Na primeira reunião da executiva realizada após as eleições municipais, não houve decisão a respeito da participação do PSD no governo federal. Como presidente da sigla, Kassab saiu de lá com aval dos companheiros de partido para dar início às consultas a diretórios regionais, parlamentares e lideranças do PSD para formar uma posição. A conversa de Dilma com Kassab foi na semana passada.

O prefeito, no entanto, admitiu na reunião haver divisões no partido em relação à adesão ao governo Dilma, já que a legenda resultou da união de políticos que vieram tanto do campo da oposição quando da base aliada. Ouviu algumas ponderações contrárias à adesão já em 2013.

*Com informações do Valor Econômico.

Sobre Carlos Augusto 9505 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).