Feira de Santana: Prefeito Tarcízio Pimenta quer “deixar tudo organizado” para futuro governo, diz vereador Bastinho

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
“O prefeito Tarcízio Pimenta quer encerrar seu mandato com responsabilidade”, afirma Bastinho. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
Sebastião Bastinho: O prefeito Tarcízio Pimenta quer encerrar seu mandato com responsabilidade”.

A exoneração de ocupantes de cargos de confiança e demissões de prestadores de serviços vinculados a cooperativas, pelo prefeito Tarcízio Pimenta, são medidas que visam “deixar tudo organizado para que o prefeito José Ronaldo de Carvalho possa assumir uma casa enxuta”. A análise é do líder da bancada governista na Câmara, José Sebastião Alves de Souza (Sebastião Bastinho).

“O prefeito Tarcízio Pimenta quer encerrar seu mandato com responsabilidade”, afirma o vereador, em resposta às críticas da oposição no tocante as recentes demissões ocorridas no Governo Municipal.

Segundo ele, o chefe do Executivo está enxugando a máquina e fazendo uma transição de governo de forma transparente. Declarou que o gestor do Município tem que estar pensando é na sua prestação de contas, para fechá-la de forma satisfatória.

Para Batinho, o prefeito está fazendo a coisa certa: “ele não pode estar no Município agradando a um, a dois, a três, a quatro”. O líder governista argumentou também que, a exemplo de Feira de Santana, várias prefeituras do Brasil estão passando por dificuldades e realizando demissões.

Vereador diz que há falha na comunicação do Governo, sobre caruru de Santa Bárbara 

A tradicional festa de Santana Barbara, realizada no mês de dezembro no Centro de Abastecimento de Feira de Santana, voltou a ser alvo de discurso do vereador Frei Cal, na sessão legislativa desta quarta-feira (28/11/2012).

O vereador destacou a nota do site da Prefeitura sob o título “Confirmado o tradicional Caruru de Santa Bárbara”, que diz que o tradicional calendário dos festejos em louvor à padroeira do Centro de Abastecimento será mantido pelo governo, através da Secretaria Municipal de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico.

Para Frei Cal, isto significa “uma falta grande de comunicação” dentro do Governo do Município, uma vez que, segundo ele, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Magno Felzemburgh, teria anunciado, recentemente, que o evento não aconteceria este ano por falta de orçamento da Prefeitura.

“No entanto, o secretário de Relações Interinstitucionais, Nivaldo Vieira, afirma que o prefeito Tarcízio Pimenta jamais pensou em não realizar o tradicional caruru que comemora o louvor à Santa Bárbara”, salientou.

O vereador disse que, segundo a nota da Prefeitura, o Governo Municipal entrará com 70% dos recursos, e os feirantes e comerciantes com 30%, como aconteceu nos anos anteriores.

Sobre a repercussão negativa que o caso trouxe, o peemedebista afirmou que, em entrevista, o secretário Magno Felzemburgh dasabafou: “eu sabia que ia sobrar para mim”.

Agentes comunitários de saúde pedem a vereadores que convençam Tarcízio a enviar projeto à Câmara

O presidente da Associação de Agentes Comunitários de Saúde de Feira de Santana, Antonio Oliveira Rosário, utilizou a Tribuna Livre da Câmara Municipal, na quarta-feira (28), para manifestar as preocupações da categoria com relação ao piso salarial pago pela Prefeitura.

O dirigente pediu o apoio dos vereadores na luta para que seja enviado à Câmara, pelo Executivo, o projeto de lei propondo equiparação do salário dos agentes em atividade em Feira de Santana com o que é pago em outras cidades baianas e diversos estados. A proposta se encontra, há meses, com a Procuradoria Geral do Município, aguardando parecer do órgão.

O presidente da associação relatou que os agentes da cidade recebem R$ 622 – valor referente a um salário mínimo, enquanto o piso salarial é cerca de R$ 1.200. “A segunda maior cidade do estado da Bahia paga o menor salário de agente comunitário do país”, disse.

De acordo com Antonio, o prefeito Tarcizio Pimenta já havia conversado com eles anteriormente, prometendo o envio desse projeto à Câmara para apreciação. “Em uma assembleia, deixou bem claro que ganhando a eleição ou não ele enviaria o projeto para esta Casa, equiparando o salário dos agentes de Feira de Santana com o do Brasil”, afirmou.

Oliveira disse ainda que há mais de 14 anos Feira de Santana paga o menor salário para os profissionais. O Município de Santo Antonio de Jesus teve projeto semelhante aprovado pela Câmara de Vereadores e já reajustou o piso salarial dos agentes. “As leis para o trabalhador só não funcionam aqui. Queremos o apoio de todos pelo trabalho enquanto profissional, pelos serviços prestados pela comunidade”.

Com a ausência do líder do governo, Sebastião Bastinho, o petista Angelo Almeida pediu que a vice-líder Eremita Mota levasse a solicitação dos agentes de saúde ao prefeito Tarcizio Pimenta, “para que o projeto seja encaminhado para a Câmara de Vereadores e possa tramitar em regime de urgência”.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115192 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.