Políticos analisam que até oito vereadores podem fazer parte da bancada de oposição ao governo de José Ronaldo. Confira debates da CMFS

Fernando Torres e Angelo Almeida conversam sobre oposição a José Ronaldo na Câmara de Feira de Santana. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia. Com. Br)
Fernando Torres e Angelo Almeida conversam sobre oposição a José Ronaldo na Câmara de Feira de Santana. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia. Com. Br)
Fernando Torres e Angelo Almeida conversam sobre oposição a José Ronaldo na Câmara de Feira de Santana. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia. Com. Br)
Fernando Torres e Angelo Almeida conversam sobre oposição a José Ronaldo na Câmara de Feira de Santana. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) – Jornal Grande Bahia. Com. Br)

Deputado prevê oito vereadores na oposição a Ronaldo

Uma entrevista do deputado federal Fernando Torres veiculada nesta terça-feira (13/11/2012), no programa Acorda Cidade, da Rádio Sociedade, foi alvo de discurso do vereador Frei Cal.

O peemedebista disse, com base na entrevista de Fernando Torres, que se depender do deputado, Feira de Santana terá oito vereadores de oposição ao governo de José Ronaldo, na próxima legislatura, que se inicia em 1 de janeiro de 2013.

Segundo Frei Cal, os oposicionistas seriam os três do PT Pablo Roberto, Beldes e Alberto Nery; o vereador Edvaldo Lima, do PP; o vereador Ronny, do PSDB, o vereador José Carneiro, do PSL; o vereador David Neto, do PTN e a vereadora Gerusa Sampaio, do PSD.

Conforme ele, o deputado justificou que “os vereadores não precisam ficar na dependência do Governo Municipal, tem que ter liberdade, autonomia para atuar no Legislativo”.

Frei Cal disse também que Fernando Torres anunciou que os votos dos vereadores ligados a ele serão destinados ao vereador Ronny, para a eleição da presidência da Casa da Cidadania.

David Neto diverge de Frei Cal sobre interpretação de entrevista concedida por deputado

O vereador David Neto  tem uma interpretação divergente do seu colega Frei Cal, sobre a entrevista concedida pelo deputado federal Fernando Torres ao programa “Acorda Cidade”, na manhã desta terça-feira (13).

De acordo com Frei Cal, Fernando Torres teria dito que se depender dele Feira de Santana terá oito vereadores de oposição ao governo de José Ronaldo, na próxima legislatura, que se inicia em 1 de janeiro de 2013.

Os oposicionistas seriam os três do PT Pablo Roberto, Beldes e Alberto Nery; o vereador Edvaldo Lima, do PP; o vereador Ronny, do PSDB, o vereador José Carneiro, do PSL; o vereador David Neto, do PTN e a vereadora Gerusa Sampaio, do PSD.

Fernando ainda teria dito que os vereadores não precisam ficar na dependência do Governo Municipal e “tem que ter liberdade, autonomia para atuar no Legislativo”.

Para David Neto, porém, em momento algum Fernando disse que os vereadores “teriam que seguir A ou B”. “Na verdade ele quis dizer o seguinte: se algum vereador for buscar alguma orientação dele, ele vai orientar sempre o que for melhor para Feira de Santana”.

O vereador Lulinha salientou que o edil David Neto foi eleito na coligação do Democratas e, por conta disso, se ele for para a bancada de oposição ao governo Ronaldo, será caracterizada a infidelidade partidária.

Angelo prevê nova aproximação de Torres com Wagner e diz que o PT terá candidato à presidência da Câmara 

“O PT está neste país acostumado a quebrar paradigmas. E vai quebrar também aqui em Feira. Estou declarando, hoje, como líder do partido, que o PT vai ter candidato à presidência da Câmara Municipal”. O anúncio foi do vereador Angelo Almeida.

Em discurso na tribuna da Câmara, nesta terça-feira (13), ele salientou que diversos fatores contribuem para que o Partido dos Trabalhadores lance um candidato.

Observa que, com a eleição de quatro edis (três do PT e um do PP), a coligação do Partido dos Trabalhadores terá mais representatividade na próxima legislatura.

Também destacou que, com 7.592 votos,  o vereador eleito Pablo Roberto, do PT, obteve a maior votação da história de Feira de Santana.

O petista ressaltou ainda que tem informações de que poderá acontecer uma nova aproximação do deputado federal Fernando Torres com o Governo Wagner.

Vereador apela a deputado por segurança no Conceição, após mais um assassinato no bairro 

O assassinato do jovem Kelmo Almeida de Santana, de 24 anos, morto a tiros, após ter reagido um assalto, na noite de ontem, na rua Colina de Goiás,  no bairro Conceição II, foi alvo de discurso, nesta terça-feira (13) do vereador Lulinha.

A vítima era morador do bairro Caseb. Segundo a polícia, Kelmo estava na motocicleta quando dois homens em outra moto se aproximaram  e anunciaram o assalto. O jovem reagiu e foi baleado no tórax.

“Conceição II, Santo Antônio e Mangabeira estão entre os bairros mais violentos de Feira de Santana. Esta região da cidade apresenta alto índice de criminalidade, mas nada se faz para conter a violência”, afirmou Lulinha, cobrando uma intervenção do líder na Assembleia Legislativa, José Neto.

Para ele, o crescimento da violência na região mencionada tem como fatores a desativação de módulos policiais e a instalação de novos conjuntos habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida.

No tocante aos novos condomínios, Lulinha argumentou que o efetivo policial é insuficiente para garantir a segurança da população destes bairros, que, segundo ele, aumentou demasiadamente.

Para petista, módulos da PM eram “gaiolas” onde policiais eram alvos fáceis dos bandidos 

Além de oferecerem riscos aos policiais, os antigos módulos policiais têm uma ação restrita no combate a violência. A opinião é do vereador Angelo Almeida.

O petista fez o comentário a partir de discurso do vereador Lulinha, nesta terça-feira (13), criticando a extinção dos módulos da PM que funcionavam em alguns bairros de Feira de Santana. Para Lulinha, a medida concorre para o aumento da violência na cidade.

Mas para Angelo Almeida, os módulos, que ele chamou de “gaiolas, onde os policiais ficam ali dentro parecendo passarinhos”, eram alvos fáceis dos bandidos.

Segundo ele, o Governo do Estado preferiu investir em viaturas ao invés de postos policiais. “Mudar a estratégia de segurança pública foi baseada em estudos. E o Brasil inteiro mudou essa sistemática”, argumentou.

Presidente da Comissão de Saúde da Câmara pretende anunciar um “raio x” do atendimento médico em Feira

Um “raio x” da saúde publica, em Feira de Santana, está sendo elaborado pelo vereador Ailton Mô.

Presidente da Comissão de Saúde da Câmara, ele disse que tem comparecido em postos médicos do Município e “em breve” estará apresentando as informações.

Ele salientou que nos setores de alta e média complexidade há pessoas com saúde abalada e que precisam realizar tomografias e ressonâncias, mas não conseguem.

Para o vereador, em Feira de Santana nunca se viu uma situação tão ruim em relação à qualidade no atendimento à comunidade na rede pública de saúde.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108039 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]