Governo intensifica combate a incêndios na Chapada Diamantina

Lençóis, Chapada Diamantina. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
Lençóis, Chapada Diamantina. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
Combate a Incêndio na Chapada de Diamantina.
Combate a incêndio na Chapada de Diamantina.

O secretário estadual do Meio Ambiente, Eugênio Spengler, visitou nesta sexta-feira (02/10/2012) a cidade de Lençóis para avaliar a situação das áreas atingidas pelas chamas na região da Chapada Diamantina, uma das mais prejudicadas pelos incêndios florestais. Acompanhado de representantes do Comando da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Coordenação de Defesa Civil do Estado, Spengler se reuniu durante a manhã com representantes de entidades e brigadas de incêndio locais. À tarde, a comitiva sobrevoou áreas da região para avaliar a situação e detectar possíveis focos de incêndio.

Segundo o secretário, a chuva que cai em parte do estado desde quinta-feira (1) está ajudando a amenizar a situação. O trabalho de combate ao fogo em todo território baiano envolve o esforço de 550 brigadistas voluntários, 58 homens do Corpo de Bombeiros, 10 técnicos do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) e seis policiais militares da Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental (Cippa), além do apoio do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

O Governo do Estado já investiu aproximadamente R$ 6 milhões em ações para combate às chamas. Além disso, foram disponibilizados também três veículos para transporte dos brigadistas até os locais onde estão ocorrendo incêndios.

Lençóis, Chapada Diamantina. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Lençóis, Chapada Diamantina. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)

 

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9613 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).