Ferroviários baianos discutem demandas com líder do governo

“Eles trouxeram preocupações a cerca do transporte de trilhos (trem e metrô) na capital e solicitaram uma maior participação do sindicato no debate dos projetos a cerca da mobilidade urbana que forem discutidos na Assembleia Legislativa”, afirmou Zé Neto.
“Eles trouxeram preocupações a cerca do transporte de trilhos (trem e metrô) na capital e solicitaram uma maior participação do sindicato no debate dos projetos a cerca da mobilidade urbana que forem discutidos na Assembleia Legislativa”, afirmou Zé Neto.
“Eles trouxeram preocupações a cerca do transporte de trilhos (trem e metrô) na capital e solicitaram uma maior participação do sindicato no debate dos projetos a cerca da mobilidade urbana que forem discutidos na Assembleia Legislativa”, afirmou Zé Neto.
“Eles trouxeram preocupações a cerca do transporte de trilhos (trem e metrô) na capital e solicitaram uma maior participação do sindicato no debate dos projetos a cerca da mobilidade urbana que forem discutidos na Assembleia Legislativa”, afirmou Zé Neto.

O líder de governo da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Zé Neto (PT) recebeu, na tarde desta terça-feira (27), representantes do sindicato dos Ferroviários dos Estado da Bahia e Sergipe (Sindiferro). Ele foram à Alba para solicitar o apoio do parlamentar na discussão de assuntos referentes ao transporte metroviários. Zé Neto se comprometeu a aprofundar o diálogo com a categoria.

“Eles trouxeram preocupações a cerca do transporte de trilhos (trem e metrô) na capital e solicitaram uma maior participação do sindicato no debate dos projetos a cerca da mobilidade urbana que forem discutidos na Assembleia Legislativa”, afirmou Zé Neto.

O diretor administrativo e financeiro do Sindiferro, Manoel Cunha Filho, apresentou as demandas e enfatizou as dúvidas que assolam o sindicato e seus mais de 3.500 mil associados.

“Estamos preocupados com o andamento do transporte metroviário em Salvador. A cidade terá um novo gestor, mas nada foi dito ainda sobre como vão ser tratadas as questões sobre o metrô e o trem do subúrbio, por exemplo. Nós atuamos nas esferas municipal, federal e privada, por isso esse assunto muito nos interessa” garantiu Manoel Cunha.

Novas reuniões entre o deputado e a categoria deverão ser realizadas. O presidente da Associação dos Engenheiros Ferroviários da Bahia, Rafael Vasconcelos,

“Apresentamos demandas, basicamente, em torno das questões ferroviárias. Estamos sempre em contato com diversos parlamentares e lideranças baianas para discutir as dificuldades do setor e encontrar saídas para os problemas”, afirmou.

O deputado se comprometeu a encaminhar as demandas aos órgãos devidos e fazer a interlocução entre a categoria e o governo.

 

 

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9745 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).