Congresso promulga emenda que cria o Sistema Nacional de Cultura

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sessão do Congresso Nacional para promulgação da Emenda Constitucional (EC) 71/2012, que institui o Sistema Nacional de Cultura. Mesa (E/D): senadores Ciro Nogueira (PP-PI) e Eduardo Braga (PMDB-AM); presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS); presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP); ministra da Cultura, Marta Suplicy; deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS).
Sessão do Congresso Nacional para promulgação da Emenda Constitucional (EC) 71/2012, que institui o Sistema Nacional de Cultura. Mesa (E/D): senadores Ciro Nogueira (PP-PI) e Eduardo Braga (PMDB-AM); presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS); presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP); ministra da Cultura, Marta Suplicy; deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS).
Sessão do Congresso Nacional para promulgação da Emenda Constitucional (EC) 71/2012, que institui o Sistema Nacional de Cultura. Mesa (E/D): senadores Ciro Nogueira (PP-PI) e Eduardo Braga (PMDB-AM); presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS); presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP); ministra da Cultura, Marta Suplicy; deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS).
Sessão do Congresso Nacional para promulgação da Emenda Constitucional (EC) 71/2012, que institui o Sistema Nacional de Cultura. Mesa (E/D): senadores Ciro Nogueira (PP-PI) e Eduardo Braga (PMDB-AM); presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS); presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP); ministra da Cultura, Marta Suplicy; deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS).

A Emenda Constitucional 71/12, promulgada ontem (29/11/2012) pelo Congresso Nacional, institui o Sistema Nacional de Cultura (SNC) para fortalecer a gestão pública da cultura em modelo que dá autonomia, em regime de colaboração, à sociedade civil, União, aos municípios, estados e ao Distrito Federal. Falta agora a aprovação de projeto de lei ordinária que regulamente o Sistema.

O autor da emenda é o deputado Paulo Pimenta (PT-RS), porém o texto aprovado é o substitutivo da comissão especial da Câmara dos Deputados, assinado pelo relator Paulo Rubem Santiago (PDT-PE).

Na solenidade, Pimenta fez uma saudação ao diretor do Departamento de Museus e Centros Culturais do Instituto Nacional de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), José Nascimento Peixe. “Ele foi a primeira pessoa que me procurou com a proposta original de apresentação desta PEC”, disse Pimenta.

O deputado petista saudou o secretário de Articulação Institucional do Ministério da Cultura, João Roberto Peixe, que “trabalhou muito durante estes últimos anos como incentivador desta construção”.

A promulgação da emenda vai criar condições agora, do ponto de vista político e jurídico, para a constituição dos sistemas municipais e estaduais de cultura, disse o secretário.

O presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), disse que todos os envolvidos “tiveram a sensibilidade e a clareza política da importância da cultura no nosso país que, de maneira transversal, organiza e mobiliza milhões de brasileiros”.

A ministra da Cultura, Marta Suplicy disse que o Congresso Nacional e o Executivo fazem história. “É como se estivéssemos entregando à Nação brasileira a certidão de nascimento da política de Estado de cultura no Brasil. A promulgação do Sistema Nacional de Cultura legitima uma estrutura que vai articular e organizar a gestão cultural, aproximando as administrações federais, estaduais e municipais e a sociedade civil”, disse a ministra.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113488 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]