Com débito de R$ 150 milhões, Prefeitura de Feira de Santana só deve arrecadar R$ 100 milhões até o fim do ano, segundo vereador Roberto Tourinho

“Quem tem a previsão de receber 100 como é que vai pagar 150? Deve fechar o exercício com déficit de R$ 50 milhões”. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
“Quem tem a previsão de receber 100 como é que vai pagar 150? Deve fechar o exercício com déficit de R$ 50 milhões”. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
“Quem tem a previsão de receber 100 como é que vai pagar 150? Deve fechar o exercício com déficit de R$ 50 milhões”. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
“Quem tem a previsão de receber 100 como é que vai pagar 150? Deve fechar o exercício com déficit de R$ 50 milhões”. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) – Jornal Grande Bahia)

Prefeitura só deve arrecadar R$ 100 milhões até o fim do ano

O débito da Prefeitura de Feira de Santana, atualmente, é da ordem de R$ 150 milhões, segundo estimativa do vereador Roberto Tourinho.

Tourinho fez um levantamento acerca da arrecadação e do débito da Prefeitura, e chegou à conclusão de que o Município não terá condições de pagar todos os seus fornecedores.

Em discurso na Câmara, o líder da bancada oposicionista disse que o Município tem uma arrecadação mensal em torno de R$ 50 milhões. Restam dois meses para encerrar o ano. A previsão de receita, portanto, é de R$ 100 milhões.

Segundo ele, o débito da Prefeitura, hoje, é em torno de R$ 150 milhões. “Quem tem a previsão de receber 100 como é que vai pagar 150? Deve fechar o exercício com déficit de R$ 50 milhões”, conclui.

“A Prefeitura já está suspendendo alguns serviços. Não vai pagar e muitos fornecedores vão falir”, alertou. O vereador salientou que a Lei de Responsabilidade Fiscal proíbe que a próxima gestão pague o débito.

Sugeriu aos credores que fiquem de plantão no gabinete do secretário municipal da Fazenda, nesses últimos meses do governo Tarcízio, “para cobrar da Prefeitura os valores que têm direito”.

David sugere à futura Mesa da Câmara mais estrutura para os vereadores 

O vereador em Feira de Santana deveria contar com automóvel oficial em seu gabinete. É o que defende o vereador David Neto.

 “Eu não sou candidato à Presidência da Câmara, mas eu acho que o novo presidente tem que pensar em colocar carro para todos os gabinetes de vereadores. Que seja um Fiat Uno, mas que dê estrutura aos mesmos”, sugeriu, em discurso na Casa da Cidadania.

Ele também defendeu a criação de mais dois cargos de assessor parlamentar para dar suporte ao mandato de vereador.

O vereador Roque Pereira disse que se for candidato e, porventura vencer a eleição de presidente da Câmara vai analisar junto ao Tribunal de Contas dos Municípios se há legalidade nessas recomendações de Davi Neto.

“Se for legal colocar carros à disposição dos gabinetes e aumentar o número de assessores, não serei contra. O que eu não posso fazer, caso seja eleito, é nada de ilegal”, afirmou.

Câmara adia sessão solene em homenagem ao Superintendente da Caixa Econômica 

Foi adiada a sessão solene que a Câmara Municipal de Feira de Santana que seria realizada na noite de hoje (8), com o objetivo de outorgar mais um Título de Cidadão Feirense.

O homenageado é o Superintendente Regional da Caixa Econômica no Norte da Bahia, José Raymundo Cordeiro Júnior.

O vereador Ângelo Almeida, autor da proposição que concede o título, enviou documento à Mesa Diretora da Câmara justificando o adiamento.

Segundo o petista, em razão de compromissos institucionais anteriormente agendados, o homenageado ficará impossibilitado de comparecer. Uma nova data será programada para a entrega do título.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108862 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]