Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica alerta para perigos à saúde dos pacientes

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP)- Regional Bahia lançou um portal onde alerta para os perigos à saúde causados por intervenções plásticas realizadas por médicos que não têm a qualificação profissional exigida para o exercício da profissão.
Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP)- Regional Bahia lançou um portal onde alerta para os perigos à saúde causados por intervenções plásticas realizadas por médicos que não têm a qualificação profissional exigida para o exercício da profissão.

O Dia do Médico é celebrado amanhã (18/10/2012) e a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP)- Regional Bahia lançou um portal onde alerta para os perigos à saúde causados por intervenções plásticas realizadas por médicos que não têm a qualificação profissional exigida para o exercício da profissão. O presidente nacional da SBPC, José Horácio Aboudib, alerta que, segundo o Conselho Regional de Medicina de São Paulo, 97% dos médicos que respondem a processos relacionados à cirurgia plástica não são especialistas na área.

 A formação necessária para um cirurgião plástico, incluindo a graduação, ocorre durante onze anos. Segundo ele, apenas seis cirurgiões plásticos e um dermatologista estão entre os 289 médicos processados por problemas em procedimentos relacionados à cirurgia plástica entre 2001 e 2008. Como resultados desastrosos ele cita infecções. Através do portal www.plasticabahia.com.br, os pacientes têm acesso à lista completa dos médicos devidamente registrados na SBPC-Ba.

De acordo com a SBPC-Ba, “dentre as prestações de serviços mais importantes do portal está a pesquisa pelo cirurgião plástico, onde a população poderá confirmar se seu médico é ou não um cirurgião plástico, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e ainda conferir detalhes sobre cada um deles”.

Há também relatos de intervenções gratuitas, como o realizado na estudante Manuela, um caso de grande displasia mamaria. Durante todo o ano, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica promove mutirões. Em 2012, foi realizado o mutirão do câncer de pele e o mutirão para pacientes mastectomizadas. Ainda este ano estão previstos mais mutirões.

O Portal Plástica Bahia foi lançado como “um canal de comunicação com os cirurgiões e seus pacientes, um instrumento de utilidade pública, um portal a serviço da especialidade e da população baiana”, de acordo com a SBCP-Ba. Além disso, o portal sempre mantém os profissionais informados sobre eventos, como congressos.

Sobre Carlos Augusto 9643 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).