Presidente do PTN na Bahia, João Carlos Bacelar emite carta aberta criticando o candidato a prefeito de Salvador, Nelson Pelegrino

João Carlos Bacelar: "Mas eleição se decide é nas urnas e o resultado no primeiro turno já provou que o candidato Nelson Pelegrino está adotando uma estratégia equivocada de fazer política: ACM Neto foi o grande vencedor, apesar de ter sido vítima da campanha mais violenta de todos os tempos em nossa cidade." (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
João Carlos Bacelar: "Mas eleição se decide é nas urnas e o resultado no primeiro turno já provou que o candidato Nelson Pelegrino está adotando uma estratégia equivocada de fazer política: ACM Neto foi o grande vencedor, apesar de ter sido vítima da campanha mais violenta de todos os tempos em nossa cidade." (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
João Carlos Bacelar: "Mas eleição se decide é nas urnas e o resultado no primeiro turno já provou que o candidato Nelson Pelegrino está adotando uma estratégia equivocada de fazer política: ACM Neto foi o grande vencedor, apesar de ter sido vítima da campanha mais violenta de todos os tempos em nossa cidade." (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
João Carlos Bacelar: “Mas eleição se decide é nas urnas e o resultado no primeiro turno já provou que o candidato Nelson Pelegrino está adotando uma estratégia equivocada de fazer política: ACM Neto foi o grande vencedor, apesar de ter sido vítima da campanha mais violenta de todos os tempos em nossa cidade.” (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) – Jornal Grande Bahia)

Em uma carta com teor analítico, o Presidente Estadual do Partido Trabalhista Nacional (PTN), acerva críticas ao candidato a prefeito de Salvador, Nelson Pelegrino (PT), afirmando:

“Pelo visto, a rejeição feriu profundamente o Deputado Federal Nelson Pelegrino, que passou a atacar sistematicamente o partido e a minha pessoa, usando práticas costumeiras do PT: plantando boatos e fazendo acusações levianas, sem provas e sem fundamentos. Como se não fosse muito mais honroso termos um parceiro como ACM Neto do que estarmos vinculados a nomes como José Dirceu, Delúbio Soares, José Genoíno, Marcos Valério, etc.”

Carta aberta João Carlos Bacelar

Sobre as acusações formuladas por Nelson Pelegrino, candidato do Partido dos Trabalhadores à Prefeitura de Salvador, cabe-me, como Presidente Estadual do Partido Trabalhista Nacional – PTN, fazer notar o que se segue.

À convenção estadual do PTN compareceram todos os postulantes à Prefeitura de Salvador. Na ocasião, o próprio Deputado Federal Nelson Pelegrino fez grandes elogios à forma como o Partido conduz a SECULT, colocou o PTN como “a noiva mais cobiçada para a eleição municipal” e chegou a convidar o partido para integrar a sua chapa, colocando o cargo de Vice-Prefeito à nossa disposição.

Já o vereador Henrique Carballal (líder do PT na Câmara Municipal), em uma audiência da Comissão de Educação, considerou o trabalho do PTN à frente da Secretaria da Educação, Cultura, Esporte e Lazer “como um dos mais bem sucedidos nesta área em todos os tempos”.

Faz parte da filosofia política do PTN analisar cuidadosamente todos os arcos de alianças oferecidos e decidimos pela aliança com a coligação “É Hora de Defender Salvador”, que tem como candidato a Prefeito ACM Neto, pela identidade de projetos. Fizemos com ele um acordo sem cargos e sem favorecimentos; tudo que exigimos em troca foi que ele assumisse, como assumiu, o compromisso de colocar a Educação em primeiro lugar em nosso município, durante a sua gestão.

Pelo visto, a rejeição feriu profundamente o Deputado Federal Nelson Pelegrino, que passou a atacar sistematicamente o partido e a minha pessoa, usando práticas costumeiras do PT: plantando boatos e fazendo acusações levianas, sem provas e sem fundamentos. Como se não fosse muito mais honroso termos um parceiro como ACM Neto do que estarmos vinculados a nomes como José Dirceu, Delúbio Soares, José Genoíno, Marcos Valério, etc.

Nota-se, portanto, que a diferença entre PT e PTN, em Salvador, não é um simples “N”; está, principalmente, na filosofia e na forma de fazer política.

Basta observar a quantidade de candidatos a vereador que são funcionários da Secretaria (e a diversidade de partidos), para constatar a forma democrática como gerenciamos a SECULT. Diferente do PT, que tem como filosofia aparelhar o Estado, loteando os cargos para os seus “companheiros”.

Em relação à permanência do nosso partido na Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, vale ressaltar que o cargo de Secretário da Educação faz parte da cota pessoal do Prefeito João Henrique Barradas Carneiro; enquanto ele entender que o serviço prestado pelo nosso partido tem atendido às expectativas das famílias de Salvador e às expectativas do projeto político do Prefeito estaremos ao seu lado. Fica evidente, pela nossa posição, mais uma diferença entre o nosso partido e o Partido dos Trabalhadores que esteve ao lado do Prefeito com 5 secretarias, inclusive a de Saúde, que levou a Prefeitura às paginas policiais, e abandonou o barco no meio do trajeto. E agora, durante a campanha, se refere ao atual prefeito como se nunca tivesse participado do seu governo e estado ao seu lado.

Mas eleição se decide é nas urnas e o resultado no primeiro turno já provou que o candidato Nelson Pelegrino está adotando uma estratégia equivocada de fazer política: ACM Neto foi o grande vencedor, apesar de ter sido vítima da campanha mais violenta de todos os tempos em nossa cidade. Apesar de todas as mentiras, de todos os boatos e da estratégia do Partido dos Trabalhadores de tentar chantagear o povo com o discurso do alinhamento, mais uma vez não deu certo.

Por isto, eu reafirmo: o mais importante não é quem, mas o que está em primeiro lugar.

João Carlos Bacelar

Presidente estadual do PTN

Salvador, 17 de outubro de  2012.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112596 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]