Nordeste realiza encontro internacional de negócios; Evento ocorre em Salvador

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
16º Encontro Internacional de Negócios do Nordeste ocorre em Salvador. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
16º Encontro Internacional de Negócios do Nordeste ocorre em Salvador. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)

Estimular a competitividade de micro e pequenas empresas (MPE) e estabelecer a relação delas com outros países. Esse é o objetivo do 16º Encontro Internacional de Negócios do Nordeste. Promovido pelas unidades do Sebrae nos nove estados do Nordeste, com apoio do Sebrae Nacional, o evento será realizado de 23 a 25 de outubro de 2012, no hotel Othon Palace, em Salvador, com representantes de 28 países. O encontro integra as comemorações dos 40 anos do Sebrae.

Até a 14ª edição, o encontro aconteceu no Ceará. Depois disso, ganhou caráter itinerante. Em 2011, ocorreu em Recife. A gerente de Acesso a Mercados e Serviços Financeiros do Sebrae na Bahia, Suely de Paula, informa que o evento se vale da posição geográfica estratégica da região, voltada para a África e Europa. “Queremos tornar o Nordeste mais conhecido internacionalmente no cenário empresarial”, afirma Suely.

No dia da abertura do Encontro Internacional haverá um seminário em que representantes do Sebrae e parceiros falarão sobre o que podem oferecer aos empreendedores que buscam acessar o mercado externo. Nos dias 24 e 25, acontecerão cinco rodadas de negócios com 230 micro e pequenas empresas (MPE) ofertantes. Três rodadas se destinam aos setores de Casa e Decoração; Alimentos e Bebidas; e Moda, Saúde e Beleza. Haverá ainda uma rodada para Tecnologia da Informação e outra para Construção Civil.

Até o momento, 77 compradores estrangeiros e 24 nacionais confirmaram presença. Suely de Paula conta que os organizadores das rodadas de negócios também planejam trazer empresas licenciadas pela Federação Internacional de Futebol (FIFA) para participar da programação. “Já que existe um evento dessa magnitude no calendário dos próximos anos, queremos possibilitar o acesso dos pequenos negócios da região aos empreendimentos credenciados para trabalhar com a Copa do Mundo da FIFA 2014”, explica a gerente. Suely de Paula acredita que as cidades-sede do mundial de futebol ganharão ampla visibilidade. Segundo ela, os investimentos direcionados às obras contribuirão para melhorar os serviços oferecidos e tornar mais profissional a estrutura de turismo.

Sobre Carlos Augusto 9654 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).