Maragogipe e Nazaré serão as sedes dos centros que objetivam formar mão de obra para estaleiro baiano

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Maragogipe sedia um dos centros que objetivam formar mão de obra para o Estaleiro Enseada do Paraguaçu. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Maragogipe sedia um dos centros que objetivam formar mão de obra para o Estaleiro Enseada do Paraguaçu. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Estaleiro Enseada do Paraguaçu está sediado em São Roque do Paraguaçu, distrito de Maragogipe. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Estaleiro Enseada do Paraguaçu está sediado em São Roque do Paraguaçu, distrito de Maragogipe. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)

Através de iniciativa da Secretaria da Indústria Naval e Portuária do Estado da Bahia (Seinp), após articulação com a Secretaria de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) e a Secretaria de Educação (SEC) foram definidos os locais dos primeiros Centros de Formação de mão de obra para a indústria naval.

Os Centros de Formação serão unidades de ensino com o objetivo de captar a mão de obra dos municípios ao entorno do Estaleiro Enseada do Paraguaçu (EEP) e capacitá-la através de qualificação profissional (Setre) e promoção de cursos técnicos (SEC), ambas na área naval.

Objetivo é oferecer às comunidades locais oportunidade de trabalho no desempenho das funções requeridas pelo empreendimento: “A perspectiva de que estes Centros de Formação estejam atuando em médio prazo é real e os locais para seu funcionamento já estão sendo articulados pela nossa Secretaria”, afirmou o Secretario da Indústria Naval e Portuária da Bahia, Carlos Costa, que dirige a pasta idealizadora do projeto.

Após uma série de encontros promovidos pela SEINP junto às outras Secretarias foi definido que o Centro de Formação principal será o da Base Naval de Aratu, sendo que dois municípios do entorno do Estaleiro serão contemplados com duas unidades: o município de Maragogipe pela sua proximidade do empreendimento e o (município) de Nazaré por ser a cidade que irá receber o pólo industrial que será gerado.

Com a instalação dos Centros, o governo pretende garantir o aproveitamento da mão de obra local feminina e masculina promovendo o desenvolvimento dos municípios no entorno do Estaleiro Enseada do Paraguaçu.

Para o Secretário Costa, os Centros de Formação serão essenciais para atender a ascensão do setor naval e portuário no Brasil e em especial na Bahia: “A nossa preocupação é que no inicio da produção do Estaleiro já tenhamos profissionais qualificados formados”, acrescentou o representante do Estado.

Também haverá capacitações para a formação de profissionais em outras áreas, a exemplo do comércio, hotelaria, pequenas indústrias e construção civil. Com a chegada do empreendimento a tendência é que haja um aquecimento da economia da região e com isso surjam inúmeras vagas de trabalho:

“A SEINP vem dirigindo todos os seus esforços no sentido de minimizar os impactos negativos e promover o aproveitamento dessa oportunidade única na região. Nosso trabalho é otimizar o desenvolvimento econômico que certamente ocorrerá nessas cidades”, salientou o Secretário Carlos Costa.

O próximo encontro entre a Seinp, Setre e SEC ocorreu no dia 18 de outubro de 2012, na pauta a definição dos cursos que serão ofertados nos Centros de Formação. Vale salientar que todos os cursos serão gratuitos.

Encontros com os Prefeitos

Nos dias 22 de maio de 2012 e 04 de junho de 2012 a Seinp promoveu dois encontros com os representantes dos 16 municípios que se encontram no entorno do Estaleiro Enseada do Paraguaçu.

O primeiro (encontro) foi realizado em Salinas da Margarida e o segundo na própria Secretaria, onde em ambos os momentos o principal objetivo foi apoiar e fomentar a intercorrência de ações que busquem tão somente o crescimento econômico dessa região.

Maragogipe sedia um dos centros que objetivam formar mão de obra para o Estaleiro Enseada do Paraguaçu. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Maragogipe sedia um dos centros que objetivam formar mão de obra para o Estaleiro Enseada do Paraguaçu. (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 10044 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).