Eleições 2012 – Feira de Santana: Pablo Roberto torna-se o vereador mais votado e Câmara passa a contar com três petistas; Confira a análise sobre o novo cenário legislativo

Alberto Nery, leito pelo PT promete oposição equilibrada e cobrança na melhoria do transporte público.Alberto Nery, leito pelo PT promete oposição equilibrada e cobrança na melhoria do transporte público.

Um dos mais combativos vereadores da atual legislatura, Marilvo Barreto (PT), não foi reconduzido à Câmara Municipal de Feira de Santana. De forma surpreendente, o estreante Pablo Roberto (PT) tornou-se o campeão de votos, obtendo 7.592 votos válidos (2,92%). Ele terá como companheiros de bancada, Beldes (3.391 votos), ex-diretor da DIREC 2; e Alberto Nery (3.140), líder sindical.

O PT avaliou mal o cenário político, ao deixar de formalizar aliança na chapa proporcional com o PSB, que é presidido por Clóvis Cedraz, perdeu a oportunidade de eleger mais um vereador, através da coligação.

Neste aspecto, Clóvis Cedraz conduziu a presidência do partido de forma equivocada e por vezes amadora. Além de perder nomes por impugnações, as chances de eleger um vereador eram mínimas. As análises e projeções do Clóvis não encontraram eco na realidade política local.

Incógnita

As oposições ao governo do prefeito-eleito José Ronaldo podem ser ainda mais significativas, caso Edvaldo Lima dos Santos, filiado ao PP, e quarto mais votado (5.442 votos), mantenha a posição da coligação ‘Feira vai mudar’, conformada pelos partidos PT, PC do B e PP.

Também é uma incógnita o comportamento de Eremita Mota de Araújo (PDT), Gerusa Sampaio (PSD) e Eli Ribeiro (PRB). Eremita e Gerusa são governistas de carteirinha, não é provável que mudem de posição, e devem trocar apoio na Câmara de Vereadores por espaço no governo de Ronaldo.

Quanto ao pastor Eli Ribeiro, é provável que assuma uma oposição branda, em determinado momentos criticando e em outros aplaudindo. O PRB está na base do governo Jaques Wagner, e o pastor fez campanha ao lado do prefeito Tarcízio Pimenta. Mas no passado, José de Arimatéia, deputado e presidente estadual da legenda, apoiou o governo de José Ronaldo, quando ocupava uma vaga na Câmara Municipal.

Base governista

Dois vereadores ligados ao deputado Targino Machado foram eleitos pelo PSC, Cintia Machado e Tonhe Branco, estes vão para o apoio de José Ronaldo. Mas, Targino vai querer levar uma fatia da Saúde, ou seja, vai querer comandar um dos maiores orçamentos do município.

Defenestrado de São Gonçalo pelo próprio irmão, que derrotou o filho de Targino Marchado, o também médico, Tarcísio Machado, Targino vai querer recuperar o espaço que perdeu, na área da saúde em São Gonçalo, e o caminho é ocupar cargos no governo de Ronaldo.

Dois vereadores do Democratas voltam à Câmara, Carlito do Peixe e Justiniano França. Quem deixa o mandato no dia 31 de dezembro de 2012, é o combativo vereador Lulinha da Conceição, e o ronaldista, Sargento Joel.

O PTN, liderado pelo deputado estadual Carlos Geilson, elegeu três vereadores, David Neto (reeleito), Wellington (estreante) e Roque Pereira (reeleito); enquanto o vereador Tom deixa o mandato.

Geilson é ronaldista de carteirinha, e deve continuar assim. Mas, com certeza, espera ser recompensado com a indicação de nomes para ocupar o primeiro escalão do governo municipal. Radialista, Geilson gravou áudio declarando apoio a José Ronaldo, e a despeito das pressões, manteve o apoio do PTN, bem como a oposição ao Governo Wagner na Assembleia Legislativa.

Outro de perfil governista é José Carneiro, eleito na suplência em 2008, ocupou o mandato por breve período, desenvolvendo um substantivo trabalho, o que lhe possibilitou o regresso à Câmara. Agora, na condição de vereador eleito, deve querer espaço para aglutinar os apoiadores.

Ronny foi reeleito, e deve repetir a mesma marcha: apoio na Câmara por cargos no executivo. Deixam o legislativo, Zé Curuca (PSDB) e Sebastião Baixinho (PSD).

PMDB perde e ganha

A principal liderança do PMDB local, Colbert Martins Filho, viu a influência política diminuir drasticamente depois de ter o nome envolvido na Operação Voucher. Mas, dirigindo um partido com significativo tempo de TV, além de ter o vice-presidente da república, Michel Temer, como aliado, Martins conquistou o cargo de vice-prefeito, através da indicação de Luciano Ribeiro. Uma demonstração de que o partido em Feira de Santana está órfão, sem rumo e liderança, é constatado pela não eleição de Frei Cal.

Relação dos vereadores eleitos

PABLO ROBERTO – PT – PP / PT / PC do B: 7.592 votos | 2,67 % (eleito)

RONNY – PSDB – PSL / PMN / PSDB: 7.297 votos | 2,56 % (reeleito)

GERUSA – PSD – PRB / PDT / PR / PSD: 6.736 | 2,37 % (reeleita)

EDVALDO LIMA PP – PP / PT / PC do B: 5.442 votos | 1,91 % (eleito)

CARLITO DO PEIXE DEM – PMDB / PTN / DEM: 5.075 votos | 1,78 % (reeleito)

DAVID NETO PTN – PMDB / PTN / DEM: 4.778 votos | 1,68 %  (reeleito)

EREMITA PDT – PRB / PDT / PR / PSD: 4.530 votos | 1,59 % (reeleita)

WELLIGTON PTN – PMDB / PTN / DEM: 4.418 votos | 1,55 % (eleito)

ROQUE PEREIRA PTN – PMDB / PTN / DEM: 3.881 votos | 1,36 % (reeleito)

ELI RIBEIRO PRB – PRB / PDT / PR / PSD: 3.861 votos |  1,36 % (eleito)

JOSÉ CARNEIRO PSL – PSL / PMN / PSDB: 3.803 votos | 1,34 % (eleito, em 2008 ficou na suplência, ocupando o cargo de vereador por breve período entre 2009 e 2012)

NEINHA PMN – PSL / PMN / PSDB: 3.781 votos | 1,33 % (eleito)

CINTIA MACHADO – PSC: 3.713 votos | 1,30 % (reeleita)

TONHE BRANCO – PSC:  3.654 votos | 1,28 % (reeleito)

JUSTINIANO FRAÇA DEM – PMDB / PTN / DEM: 3.638 votos | 1,28 % (reeleito)

BELDES PT – PP / PT / PC do B: 3.391 votos | 1,19 % (eleito)

ALBERTO NERY – PT – PP / PT / PC do B 3.140 1,10 % (eleito)

ROBECI DA VASSOURA – PHS – PTB / PHS: 2.876 votos | 1,01 % (eleito)

ISAIAS DE DIOGO – PPS: 2.741 votos | 0,96 % (eleito)

CORREIA ZEZITO – PTB – PTB / PHS: 2.210 votos | 0,78 % (eleito)

MARCOS LIMA – PRP – PRP / PT do B: 1.567 votos | 0,55 % (eleito)

Baixe

Relação dos vereadores eleitos

Relação das votações para prefeito em Feira de Santana

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).