Desembargador do TRT baiano é indicado à vaga de ministro do TST

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Logomarca do Jornal Grande Bahia
Logomarca do Jornal Grande Bahia

O Desembargador Cláudio Mascarenhas Brandão é um dos  nomes que integram a lista tríplice para preenchimento de vaga de ministro da Corte. Com uma trajetória de sucesso na magistratura trabalhista, a indicação foi  festejada por seus pares. “ Ele merece essa indicação e a Bahia merece ter um representante  no TST”, declarou  a presidente da AMATRA 5, juíza Ana Claudia Scavuzzi.  De acordo com a juíza, a Bahia ocupa a 7ª posição em número  de processos e nenhum ministro na corte. “Vamos aguardar agora a decisão da Presidente da República”, finaliza a juíza.

O TST é formado por 27 ministros, dos quais 21 oriundos da magistratura de carreira ( desembargadores dos Tribunais Regionais do Trabalho) e seis vagas são compostas por advogados e membros do Ministério Público.  A lista tríplice do TST será encaminhada à presidenta da República, Dilma Rousseff. Após a escolha da presidente, o indicado ainda passará por sabatina na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado Federal. Sendo aprovado pela maioria absoluta do plenário do Senado, será nomeado pela presidenta e tomará posse na vaga anteriormente ocupada pelo último representante da Bahia no TST, ministro Horácio Senna Pires, que se aposentou em maio.

Natural de Rui Barbosa, o  desembargador  Cláudio Mascarenhas Brandão, concorre com outros dois desembargadores paulistas:  Jane Granzoto Torres da Silva, da 2ª Região (SP) e Lorival Ferreira dos Santos, da 15ª Região (Campinas). O TST realizou a escolha por meio de voto secreto e a partir de uma lista com 17 representantes de Tribunais Regionais do Trabalho.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113734 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]