Deputado Luciano Simões repudia edital da CONDER e acusa governo de favorecer candidatura de Nelson Pelegrino com dinheiro público

Luciano Simões: “Em desrespeito ao Ministério Público do Estado e a Justiça, o governo publica um edital de licitação para asfaltamento de, praticamente, 35 a 40% das ruas sem pavimentação na capital baiana."
Luciano Simões: “Em desrespeito ao Ministério Público do Estado e a Justiça, o governo publica um edital de licitação para asfaltamento de, praticamente, 35 a 40% das ruas sem pavimentação na capital baiana."
Luciano Simões: “Em desrespeito ao Ministério Público do Estado e a Justiça, o governo publica um edital de licitação para asfaltamento de, praticamente, 35 a 40% das ruas sem pavimentação na capital baiana."
Luciano Simões: “Em desrespeito ao Ministério Público do Estado e a Justiça, o governo publica um edital de licitação para asfaltamento de, praticamente, 35 a 40% das ruas sem pavimentação na capital baiana.”

O líder do PMDB/DEM na Assembleia Legislativa, deputado Luciano Simões, repudiou uma publicação feita pelo Governo do Estado no Diário Oficial do último dia 10 de outubro de 2012. Trata-se do direcionamento de uma licitação, através da Conder, no valor de R$ 30 milhões para asfaltar ruas e avenidas da cidade. Para Simões, o fato não passa de uma manobra do governo para favorecer, com dinheiro público, a candidatura de Nelson Pelegrino (PT) à Prefeitura de Salvador.

“Em desrespeito ao Ministério Público do Estado e a Justiça, o governo publica um edital de licitação para asfaltamento de, praticamente, 35 a 40% das ruas sem pavimentação na capital baiana. Quero pedir a assessoria jurídica da liderança da minoria desta Casa, que represente novamente o Governo e a Conder, através de sua diretoria, para que não torne mais uma vez atentar e subverter o processo eleitoral. Essa homologação de pavimentação de ruas é, na verdade, uma tentativa de ludibriar o resultado das eleições”, disse Luciano Simões.

 

Sobre Carlos Augusto 9707 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).