Deputado Gildásio Penedo Filho questiona pesquisas eleitorais na Bahia e exige fiscalização da Justiça na divulgação dos resultados

Gildásio Penedo Filho: "Até então havia um rigor formal muito claro, o que acabava limitando essas pesquisas. Esse ano, a Justiça abriu muito o processo eleitoral, o que precisa, desde já, ser necessariamente corrigido para as vindouras eleições",
Gildásio Penedo Filho: "Até então havia um rigor formal muito claro, o que acabava limitando essas pesquisas. Esse ano, a Justiça abriu muito o processo eleitoral, o que precisa, desde já, ser necessariamente corrigido para as vindouras eleições",
Gildásio Penedo Filho: "Até então havia um rigor formal muito claro, o que acabava limitando essas pesquisas. Esse ano, a Justiça abriu muito o processo eleitoral, o que precisa, desde já, ser necessariamente corrigido para as vindouras eleições",
Gildásio Penedo Filho: “Até então havia um rigor formal muito claro, o que acabava limitando essas pesquisas. Esse ano, a Justiça abriu muito o processo eleitoral, o que precisa, desde já, ser necessariamente corrigido para as vindouras eleições”,

O processo de amadurecimento político que vive hoje o Brasil, principalmente no campo eleitoral, foi enfatizado pelo líder do PSD na Assembleia Legislativa, deputado Gildásio Penedo Filho. Em discurso proferido na tarde desta quarta-feira (10/10/2012), no plenário da Casa, o parlamentar considerou o tema de extrema relevância para o aprendizado da atividade política, e comentou a publicação das pesquisas eleitorais que, segundo ele, sofreram um verdadeiro “paradoxo” durante as eleições municipais.

Penedo reconheceu as transformações ocorridas na Justiça Eleitoral e destacou que, a cada eleição, o sistema tem se aprimorado e se aperfeiçoado ao sentimento popular, tendo esse ano, inclusive, possibilitado uma abertura muito expressiva para o registro das pesquisas eleitorais. “Até então havia um rigor formal muito claro, o que acabava limitando essas pesquisas. Esse ano, a Justiça abriu muito o processo eleitoral, o que precisa, desde já, ser necessariamente corrigido para as vindouras eleições”, ponderou.

Segundo Gildásio, não é concebível que diversos institutos de pesquisa, muitos dos quais só apareceram nesse período eleitoral, façam parte desse processo importante. O deputado avalia que, de certa forma, essas pesquisas acabam induzindo o eleitor na hora de decidir o voto e, portanto, não se pode permitir a publicação de diferenças tão gritantes no mesmo período, como ocorreu na cidade de Porto Seguro, onde a pesquisa feita pela Mercatto, trouxe o candidato do PMDB, Lúcio Pinto, na liderança. “Nesse mesmo período, todas as pesquisas registradas apontavam a deputada Cláudia Oliveira como líder, fato que acabou se comprovando nas urnas no último domingo”, enfatizou Gildásio Penedo.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108846 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]