Casos de catapora aumentam em Feira de Santana. Deputada alerta população sobre importância da vacinação

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
A varicela (também conhecida no Brasil como catapora) é uma doença infecciosa aguda, comum na infância dos seres humanos, altamente transmissível e causada pelo vírus varicela-zóster, também conhecido como HHV3.
A varicela (também conhecida no Brasil como catapora) é uma doença infecciosa aguda, comum na infância dos seres humanos, altamente transmissível e causada pelo vírus varicela-zóster, também conhecido como HHV3.
A varicela (também conhecida no Brasil como catapora) é uma doença infecciosa aguda, comum na infância dos seres humanos, altamente transmissível e causada pelo vírus varicela-zóster, também conhecido como HHV3.
A varicela (também conhecida no Brasil como catapora) é uma doença infecciosa aguda, comum na infância dos seres humanos, altamente transmissível e causada pelo vírus varicela-zóster, também conhecido como HHV3.

Dados da Divisão de Vigilância Epidemiológica (Viep), da Secretaria de Saúde de Feira de Santana, apontam que já foram notificados 373 casos da catapora apenas este ano no município. O maior número de registros foi feito entre os meses de agosto e setembro de 2012, quando foram notificados 61 e 79 casos, respectivamente. Preocupada com a situação, a primeira-dama do município e deputada estadual Graça Pimenta (PR) faz um alerta.

“Como profissional de saúde e vice-presidente da Comissão de Saúde e Saneamento da Assembleia Legislativa (AL), quero salientar a importância da vacinação contra a catapora (ou varicela). As crianças são as mais afetadas pela doença; por isso a necessidade dos pais ou responsáveis se preocuparem com a vacinação. Porém, muitos adultos que não tiveram a catapora na infância, acabam adquirindo e, nesses casos, a doença fica mais grave, pois reduz a imunidade e aumenta os riscos de agravamentos. Catapora é uma doença séria e precisa ser combatida!”, ressalta a parlamentar.

Entre os meses de junho e julho deste ano foram registrados 26 e 27 casos em Feira de Santana, respectivamente. Em 2010, foram registrados 427 casos da doença e, no ano passado, foram confirmados 709 casos. A transmissão da catapora ocorre de pessoa para pessoa através de secreção respiratória (gotículas de saliva, espirro e tosse). Dentre os sintomas estão febre baixa, dor de cabeça e vômito. A pessoa infectada apresenta também manchas avermelhadas na pele que podem evoluir para erupções.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113886 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]