Bahia tem o segundo maior número de prefeitas petistas no Brasil

Das 67 prefeitas eleitas pelo Partido dos Trabalhadores (PT) em todo o Brasil, neste primeiro turno, a Bahia é o segundo estado com o maior número.
Das 67 prefeitas eleitas pelo Partido dos Trabalhadores (PT) em todo o Brasil, neste primeiro turno, a Bahia é o segundo estado com o maior número.
Das 67 prefeitas eleitas pelo Partido dos Trabalhadores (PT) em todo o Brasil, neste primeiro turno, a Bahia é o segundo estado com o maior número.
Das 67 prefeitas eleitas pelo Partido dos Trabalhadores (PT) em todo o Brasil, neste primeiro turno, a Bahia é o segundo estado com o maior número.

Das 67 prefeitas eleitas pelo Partido dos Trabalhadores (PT) em todo o Brasil, neste primeiro turno, a Bahia é o segundo estado com o maior número. O recorde foi comemorado pelo deputado estadual petista Marcelino Galo nesta quarta-feira (10/10/2012), que intensificou seu trabalho junto às bases durante o período eleitoral. “Foram 12 prefeitas, o que representa 17,9% do total nacional. Essa é uma conquista que deve ser comemorada e que teve início a partir da eleição da nossa presidenta Dilma, que é a nossa referência. As mulheres são a maioria da população e merecem representação no poder. Isso mostra a força feminina neste novo momento que o país está vivendo”, ressalta o parlamentar.

A Bahia fica atrás somente de Minas Gerais que elegeu 15 petistas. Em terceiro está o Rio Grande do Sul, com quatro prefeitas. As prefeituras conquistadas são Anagé com Andrea; Araçás com Gracinha; Banzaê com Patrícia; Barro Preto tem Jaqueline; Coaraci vem com Josefina; Dias D’Ávila elegeu Jussara; Governador Mangabeira com Domingas; Macururé com Silma; Madre de Deus reelegeu Carmem Gandarela; Ourolândia tem Yhonara; São Francisco do Conde manteve Rilza Valentim e Uruçuca com Fernanda. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 663 mulheres vão assumir prefeituras em 2013, registrando um aumento de 332%.

 

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9607 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).