SINJORBA protesta contra agressão a jornalista em Barra

Marjorie da Silva Moura, presidente do SINJORBA, manifeta repúdio e preocupação quanto à agressão sofrida pelo jornalista Pedro Moraes. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Marjorie da Silva Moura, presidente do SINJORBA, manifeta repúdio e preocupação quanto à agressão sofrida pelo jornalista Pedro Moraes. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Marjorie da Silva Moura, presidente do SINJORBA, manifeta repúdio e preocupação quanto à agressão sofrida pelo jornalista Pedro Moraes. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Marjorie da Silva Moura, presidente do SINJORBA, manifeta repúdio e preocupação quanto à agressão sofrida pelo jornalista Pedro Moraes. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) – Jornal Grande Bahia)

Sindicato dos Jornalistas da Bahia emite nota de protesto em função das agressões que Pedro Moraes sofreu.

Confira teor da nota

A diretoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia vem a público manifestar repúdio e preocupação quanto à agressão sofrida pelo jornalista Pedro Moraes que, na última segunda-feira, dia 17/09, foi atacado com palavrões e empurrões por Hamilton Pinheiro, presidente da ONG CESAB-SF (Centro de Estudo Socioambiental da São Francisco) cuja diretoria quando a vítima apurava denúncias referentes às próximas eleições no município da Barra, cidade situada a 650 km de Salvador, extremo-oeste do estado. O profissional estava em via pública fazendo registros fotográficos da casa onde funciona a entidade quando foi surpreendido pelo acusado, que também ameaçou o jornalista de morte e arrebatou a câmera fotográfica que foi jogada no chão e danificada.

As agressões, ameaças de morte e destruição do bem particular foram registradas na delegacia da cidade e a vítima presta depoimento nesta terça-feira, às 15 horas. Na ocasião, o jornalista informará a autoridade policial que o acusado acompanhado por dois desconhecidos foi visto circulando nas imediações da casa onde a vítima está morando, fazendo gestos ameaçadores em sua direção. O acusado será ouvido nos próximos dias. O caso também foi comunicado ao representante do Ministério Público na região e será acompanhado pela diretora do Sinjorba na região de Barreiras, Miriam Hermes.

O Sinjorba solicita às autoridades policiais da Bahia atenção e pronta ação para os casos de agressão aos profissionais de imprensa no Estado que são regularmente registrados e que se acentuam em períodos críticos como o da atual campanha eleitoral que ocorre em nível municipal.

A diretoria do Sinjorba lembra que qualquer agressão ou cerceamento de liberdade de imprensa é um ataque à sociedade e a democracia.

Salvador, 18/09/2012.

Marjorie da Silva Moura

Presidente do Sinjorba

Sobre Carlos Augusto 9458 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).