Polêmica em torno da participação do vereador Ewerton Carneiro no programa eleitoral da coligação composta pelo DEM, PMDB e PTN continua. Confira debates da CMFS

Sobre o comentário de Roque Pereira, o vereador Tom rebateu salientando que a propaganda política de candidatos que gravaram no mesmo dia que ele está sendo veiculada normalmente no horário eleitoral gratuito. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Sobre o comentário de Roque Pereira, o vereador Tom rebateu salientando que a propaganda política de candidatos que gravaram no mesmo dia que ele está sendo veiculada normalmente no horário eleitoral gratuito. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Sobre o comentário de Roque Pereira, o vereador Tom rebateu salientando que a propaganda política de  candidatos que gravaram  no mesmo dia que ele está sendo veiculada normalmente no horário eleitoral gratuito. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Sobre o comentário de Roque Pereira, o vereador Tom rebateu salientando que a propaganda política de candidatos que gravaram no mesmo dia que ele está sendo veiculada normalmente no horário eleitoral gratuito. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)

Vereadores do DEM não pressionaram por corte de Tom na propaganda eleitoral, afirma Justiniano 

O vereador Justiniano França garante: os vereadores do Democratas, do qual faz parte, não têm participação na ausência do vereador Tom, do PTN, no horário eleitoral de rádio e televisão na atual campanha.

Segundo informações do site do radialista Jair Onofre (bahianapolitica.com.br), outros candidatos da coligação teriam pressionado os líderes políticos que comandam a chapa para que Tom não saia na propaganda.

O site informa também que a alegação para não apresentar o vereador Tom no horário eleitoral é que ele estaria apoiando o candidato a reeleição Tarcízio Pimenta, enquanto a coligação apoia José Ronaldo de Carvalho (DEM).

Justiniano informou, em discurso na Câmara, que lutou “até o último dia”, para que não houvesse a coligação DEM/PTN. “Mas, já que os partidos coligaram, quanto mais votos vossa excelência tiver, melhor para a coligação”, observa.

O vereador Roque Pereira disse acreditar que a propaganda política de Tom ainda não foi  veiculada porque o vereador gravou com atraso a sua participação no programa.

O vereador Antônio Francisco Neto – Ribeiro afirmou que o vereador Tom vem cumprindo rigorosamente com o que determina a legislação no que diz respeito à fidelidade partidária.

Quanto à informação de que Tom está apoiando a reeleição do atual gestor, o presidente da Câmara disse que a ligação do vereador do PTN com o chefe do Executivo se deve o fato do colega de Mesa Diretora ser “amigo pessoal” do prefeito Tarcízio Pimenta.

Sobre o comentário de Roque Pereira, o vereador Tom rebateu salientando que a propaganda política de  candidatos que gravaram  no mesmo dia que ele está sendo veiculada normalmente no horário eleitoral gratuito.

Leia +

Vereador Ewerton Carneiro diz que não tem espaço na propaganda de tevê da coligação liderada pelo Democratas, e declara: “O homem nem ganhou ainda a eleição, mas eu já estou sendo perseguido, pressionado pelo sistema que aí está”

Angelo comemora Base de Segurança no George Américo e diz ter feito indicação do local ao Governo

O vereador Angelo Almeida está comemorando a inauguração da Base Comunitária de Segurança do bairro George Américo, anunciada para o dia 27 de setembro.

Em discurso na Câmara, o petista disse que fez a indicação do George Américo como o local mais apropriado para a implantação da primeira Base Comunitária de Feira de Santana.

Para comprovar os fatos, ele fez a leitura de uma nota publicada no site dele, “angeloalmeida.com.br”, no 17 de março do ano passado, sob o título “Secretário estuda viabilidade da implantação de UPP em Feira”.

Segunda a nota, o vereador Angelo Almeida participou, no dia 16 de março de 2011, de uma audiência com o secretário de Segurança Pública da Bahia, Mauricio Teles Barbosa, e que durante a reunião foram debatidos temas relevantes para segurança em Feira de Santana.

O texto diz também que o vereador apresentou ao secretário um ofício relacionando as demandas da cidade nessa área, com destaque para a necessidade de agilidade na reforma do Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Ele também defendeu a volta dos plantões na Delegacia de Atenção a Mulher e a implementação da Delegacia Especializada de Repressão a Crimes contra a Criança e o Adolescente (DERCA), além da perspectiva de instalação de Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) na cidade.

Informa ainda que a implantação da UPP ficou evidente, assim como a vontade do secretário em sanar os problemas vividos pela cidade. Conforme a nota, durante reunião Mauricio Teles prometeu, em breve, uma visita à Feira de Santana a fim de viabilizar as reivindicações do vereador.

Tom diz que pressionou Estado para Base de Segurança ficar em área violenta e não no centro de Feira 

A operação desencadeada na manha de terça-feira (18/09/2012), no bairro George Américo, por 130 homens, entre polícia Civil e Militar, foi alvo de discurso do vereador Ewerton Carneiro – Tom, na sessão legislativa, desta quarta-feira (19).

A implantação da primeira Base Comunitária de Segurança de Feira de Santana, conhecida como Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), foi a causa da operação. A inauguração do órgão policial está previsto para acontecer no dia 27 de setembro.

“Se dependesse dos ‘cabeças pensantes’ do PT, que não conhecem a Feira, a Base Comunitária iria para a praça da Matriz e para a Kalilândia. Que efeito iria surtir, para acabar com a criminalidade?”, questionou.

Segundo Tom, o equipamento será instalado no bairro George Américo graças aos seus pronunciamentos na Câmara em defesa da implantação das Bases Comunitárias em locais onde ocorrem os maiores índices de violência e criminalidade.

“Se não fossem os nossos pronunciamentos, incansavelmente, batendo aqui nesta Casa e, inclusive, provando com documentos que as Bases Comunitárias teriam que ser implantadas em bairros como a Rua Nova e George Américo, eles não mudariam a estratégia”, afirmou.

Tom disse que só está um “pouquinho triste” porque, conforme ele, a princípio, a Base comunitária de Segurança seria instalada no bairro Rua Nova. “Mas não tem problema nenhum, o importante é que o George Américo será beneficiado através do meu pronunciamento aqui nesta Casa”, comemorou.

O vereador prometeu fiscalizar as Bases Comunitárias de Segurança. “Ontem, no George Américo, tinha mais de 130 policiais. Quando o Governo quer, ele faz: providencia gasolina, viaturas e policiais. Que não venha a ser uma ação política porque faltam 19 dias para a eleição. Eu vou fiscalizar”, pontuou.

Marialvo diz que não há “pai da criança” em escolha do George Américo para Base Comunitária de Segurança 

Continua rendendo comentários o debate sobre a escolha do bairro George Américo para sede da primeira Base Comunitária de Segurança. O vereador Marialvo Barreto diz que não deve haver “pai da criança”.

“A história se repete. A coisa mais certa do mundo é aparecer pai da criança depois que o menino já está andando, porque não precisa dar mingau e limpar fralda”, protestou.

O petista declarou que não foi ele quem decidiu a implantação da Base Comunitária de Segurança no George Américo, porém afirmou ter apresentado um  mapeamento do crime, em Feira de Santana, para a Secretaria da Segurança Pública do Estado da Bahia.

Disse que, em audiência, citou cinco localidades para o secretário de Segurança Pública, onde  a polícia precisava desterritorizar o crime que teria assumido o controle na cidade, dentre elas, o bairro George Américo.

Desfile cívico na Getúlio Vargas, em dia útil, causa transtorno ao trânsito, diz Frei Cal 

O desfile cívico que acontece tradicionalmente na avenida Getúlio Vargas, no dia 18 de setembro, em comemoração a emancipação política de Feira de Santana, causa transtornos no trânsito do centro da cidade, segundo o vereador Frei Cal.

O vereador observa que, apesar da importância da data, não é feriado municipal – apenas ponto facultativo para as repartições públicas municipais – e, por conta disso, o expediente do comércio não é alterado. Segundo ele, o desfile nessas circunstâncias gera um “tumulto muito grande” no trânsito.

 Para o peemedebista, em dias normais já é estressante dirigir nas vias centrais de Feira de Santana. “Quando tem uma situação como esta o trânsito fica mais problemático”, assinala.

 Apesar da situação adversa mencionada, ele parabenizou o aniversário de Feira de Santana e desejou que o município faça jus ao nome “Princesa do Sertão”.

 Este ano, Feira de Santana completou 179 anos de emancipação política. O aniversário da cidade foi celebrado com uma missa na Igreja Senhor dos Passos, desfile cívico, sessão solene na Câmara, entre outras programações.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9756 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).