Número de assaltos a banco sobe quase 50% na Bahia, alerta deputado Carlos Geilson

O número divulgado pelo Sindicato dos Bancários indica um crescimento de 48,6% ante o mesmo período de 2011. “O governo Jaques Wagner está conseguindo estampar a Bahia em todos os ranking negativos, principalmente quando se trata de violência, educação e saúde”, criticou o deputado estadual Carlos Geilson (PTN). (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
O número divulgado pelo Sindicato dos Bancários indica um crescimento de 48,6% ante o mesmo período de 2011. “O governo Jaques Wagner está conseguindo estampar a Bahia em todos os ranking negativos, principalmente quando se trata de violência, educação e saúde”, criticou o deputado estadual Carlos Geilson (PTN). (Foto: Carlos Augusto | Jornal Grande Bahia)
O número divulgado pelo Sindicato dos Bancários indica um crescimento de 48,6% ante o mesmo período de 2011. “O governo Jaques Wagner está conseguindo estampar a Bahia em todos os ranking negativos, principalmente quando se trata de violência, educação e saúde”, criticou o deputado estadual Carlos Geilson (PTN). (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
O número divulgado pelo Sindicato dos Bancários indica um crescimento de 48,6% ante o mesmo período de 2011. “O governo Jaques Wagner está conseguindo estampar a Bahia em todos os ranking negativos, principalmente quando se trata de violência, educação e saúde”, criticou o deputado estadual Carlos Geilson (PTN). (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)

Os ataques às agências bancárias na Bahia já chegavam a 110 na segunda-feira (03/09/2012), de acordo com dados do Sindicato dos Bancários. No entanto, após a divulgação desse levantamento, a Bahia registrou outro assalto a banco na cidade de Santanópolis ainda na segunda-feira.

Nesta quarta-feira (5) foi registrado mais uma tentativa de assalto a banco, com explosão de caixas eletrônicos em Santa Bárbara e um assalto ao Banco do Brasil em Itanhém, que resultou na morte de quarto assaltantes e um policial militar.

O número divulgado pelo Sindicato dos Bancários indica um crescimento de 48,6% ante o mesmo período de 2011. “O governo Jaques Wagner está conseguindo estampar a Bahia em todos os ranking negativos, principalmente quando se trata de violência, educação e saúde”, criticou o deputado estadual Carlos Geilson (PTN).

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9382 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).