Governador Jaques Wagner defende ex-presidente Lula e adota tom conciliador durante reunião em São Paulo

Governador Jaques Wagner e o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva participaram de encontro em 13 de agosto de 2012.
Governador Jaques Wagner e o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva participaram de encontro em 13 de agosto de 2012.
Governador Jaques Wagner e o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva participaram de encontro em 13 de agosto de 2012.
Governador Jaques Wagner e o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva participaram de encontro em 13 de agosto de 2012.

O governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), disse ontem (16/09/2012), em evento de campanha de Fernando Haddad (PT) à prefeitura de São Paulo, que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nunca esteve com o empresário Marcos Valério. A afirmação foi dada em resposta às supostas declarações de Valério, publicadas na revista Veja do fim de semana, de que o ex-presidente seria o chefe do esquema do mensalão e o teria encontrado algumas vezes no Palácio do Planalto. “Por acaso, estava ontem (sábado) com Lula na Bahia e o que eu posso dizer é que eu tenho certeza de que ele nunca esteve com Marcos Valério, nem no Planalto, nem na Granja do Torto”, disse o governador.

Na avaliação do governador da Bahia, há uma tentativa articulada de adversários, com objetivos eleitorais, para carimbar o PT como partido de bandidos. “Não somos santos, mas também não somos marginais”.

Com relação à crise PT – PSB, o governador da Bahia disse que é “precipitado” falar em “crise” entre os dois partidos, tomando como base os problemas em Recife, Fortaleza e Belo Horizonte. Para reforçar a política de não agressão, Wagner disse que é “natural” o PSB lançar uma candidatura própria à Presidência em 2014.

“Qualquer parceiro nosso tem legitimidade para construir seu próprio caminho”, explica Wagner. ” Se achar que é hora de seguir um caminho próprio, será um direito deles”, afirmou. Lula posou para fotos ao lado de Campos, mas não discursou e evitou a imprensa.

O PSB está se fortalecendo para 2014

“O resultado das eleições municipais sinaliza o que virá nas eleições seguintes. Nesta eleição o PSB quer ver qual é seu tamanho e até onde eles podem chegar”, afirma a prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins, referindo-se indiretamente à pré-candidatura presidencial de Campos. Em Fortaleza, Luizianne disse que a briga entre PT e PSB dificultará um acordo no segundo turno, se um dos partidos ficar fora da disputa. Segundo pesquisa Ibope, divulgada dia 13, Moroni Torgan (DEM) lidera, com 23%, mas as pesquisas apontam trajetória descendente da candidatura. Freitas (PT) tem 19% e Cláudio (PSB), 18%.

Em Recife, Geraldo Julio (PSB) está com 34% das intenções de voto, segundo pesquisa Datafolha de 12 de setembro. Humberto Costa (PT) aparece em segundo lugar, com 23%. A candidatura do petista registra uma trajetória de queda.

Fora do Nordeste, em Belo Horizonte, o candidato à reeleição, Marcio Lacerda (PSB) está na frente, com 49%, seguido por Patrus Ananias, com 31% (PT), segundo Datafolha de 12 de setembro.

Em São Paulo, PT e PSB estão juntos na campanha de Haddad. Ontem, o petista recebeu apoio des lideranças políticas nordestinas e dos ministros Alexandre Padilha (Saúde), Aloizio Mercadante (Educação) e Marta Suplicy (Cultura), para tentar levar a candidatura ao segundo turno. Foi o terceiro evento com Lula no fim de semana.

*Com informações do Correio Braziliense e Valor Econômico.

Na avaliação do governador Jaques Wagner, há uma tentativa articulada de adversários, com objetivos eleitorais, para carimbar o PT como partido de bandidos. "Não somos santos, mas também não somos marginais", disse.
Na avaliação do governador Jaques Wagner, há uma tentativa articulada de adversários, com objetivos eleitorais, para carimbar o PT como partido de bandidos. “Não somos santos, mas também não somos marginais”, disse.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109820 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]