Eleições 2012 | Senador Aécio Neves critica PT diz que ACM Neto é o líder que Salvador precisa

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Aécio Neves: “O PT tem a estratégia de querer carimbar o dinheiro. Mas os recursos são públicos. Colocar investimentos em Salvador é obrigação do governo federal. O que importa não é o partido, mas a força política do prefeito, e isso ACM Neto tem".
Aécio Neves: “O PT tem a estratégia de querer carimbar o dinheiro. Mas os recursos são públicos. Colocar investimentos em Salvador é obrigação do governo federal. O que importa não é o partido, mas a força política do prefeito, e isso ACM Neto tem".
Aécio Neves: “O PT tem a estratégia de querer carimbar o dinheiro. Mas os recursos são públicos. Colocar investimentos em Salvador é obrigação do governo federal. O que importa não é o partido, mas a força política do prefeito, e isso ACM Neto tem".
Aécio Neves: “O PT tem a estratégia de querer carimbar o dinheiro. Mas os recursos são públicos. Colocar investimentos em Salvador é obrigação do governo federal. O que importa não é o partido, mas a força política do prefeito, e isso ACM Neto tem”.

O ex-governador de Minas Gerais e senador Aécio Neves (PSDB) desembarcou hoje (28/09/2012) em Salvador, onde participa, às 20h, de um grande encontro na casa de show Espetáculo, na Boca do Rio, organizado pela campanha de ACM Neto (DEM). Em coletiva à imprensa local e nacional, no hangar da Aero Star, ao lado de ACM Neto, o tucano afirmou que veio passar um pouco da experiência de ex-governador para a campanha do democrata.

“Já tinha me colocado à disposição de ACM Neto não para agregar voto, porque isso é a chapa dele que tem. Venho apenas dizer um pouco da minha experiência como governador de Minas Gerais. Fiquei na oposição ao governo federal por oito anos, com Lula presidente. E, nesses oito anos, Minas Gerais teve seu ciclo de maior crescimento, desenvolvimento e volume de recursos e investimentos”, afirmou Aécio Neves, criticando a tese da obrigatoriedade do alinhamento político defendida pelo PT.

“O PT tem a estratégia de querer carimbar o dinheiro. Mas os recursos são públicos. Colocar investimentos em Salvador é obrigação do governo federal. O que importa não é o partido, mas a força política do prefeito, e isso ACM Neto tem, porque é o político mais preparado de sua geração. Como prefeito de Salvador, como aconteceu comigo em Minas, ele vai ter parcerias importantes e vai ser ainda mais respeitado como liderança nacional pelo trabalho que vai desempenhar”, acrescentou.

Aécio Neves afirmou que a tese do alinhamento político e partidário automático ser uma obrigação do futuro prefeito para conseguir recursos junto aos governos federal e estadual “é o discurso mais antigo do Brasil”. “Estamos em pleno século 21. Não cabe mais esse discurso. Salvador precisa é de um líder moderno e preparado. Quem dera outras cidades tivessem também um ACM Neto”.

Segundo turno – Na coletiva, ACM Neto acusou o PT de ter baixado o nível da campanha e ressaltou que, no segundo turno, com os tempos de propaganda na rádio e TV divididos igualmente, o debate vai ser frontal. “Vamos continuar apresentando nossas propostas para a cidade, mas também vamos mostrar a verdade à população. Vamos mostrar, por exemplo, como pode o governador Jaques Wagner gastar R$5 mil por dia para andar de helicóptero em Salvador enquanto a população se espreme no transporte público de péssima qualidade?”, questionou.

“Vamos ter o dobro do tempo de TV que temos hoje e meu adversário vai perder um terço. Com isso, a gente vai ter mais tempo para apresentar nossas propostas e mostrar as deficiências do PT na gestão do governo do estado. O eleitor vai optar entre a transformação e o continuísmo”, afirmou ACM Neto, acrescentando que pretende dialogar com alguns candidatos que não chegarem ao segundo turno para ampliar o leque de alianças, mas sem barganhar cargos.

Leia +

Eleições 2012 | Senador Aécio Neves critica PT diz que ACM Neto é o líder que Salvador precisa

ACM Neto e Aécio Neves. “Já tinha me colocado à disposição de ACM Neto não para agregar voto, porque isso é a chapa dele que tem. Venho apenas dizer um pouco da minha experiência como governador de Minas Gerais. Fiquei na oposição ao governo federal por oito anos, com Lula presidente. E, nesses oito anos, Minas Gerais teve seu ciclo de maior crescimento, desenvolvimento e volume de recursos e investimentos”, afirmou Aécio Neves.
ACM Neto e Aécio Neves. “Já tinha me colocado à disposição de ACM Neto não para agregar voto, porque isso é a chapa dele que tem. Venho apenas dizer um pouco da minha experiência como governador de Minas Gerais. Fiquei na oposição ao governo federal por oito anos, com Lula presidente. E, nesses oito anos, Minas Gerais teve seu ciclo de maior crescimento, desenvolvimento e volume de recursos e investimentos”, afirmou Aécio Neves.
Sobre Carlos Augusto 9654 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).