Eleições 2012 em Feira de Santana | Vereador Marialvo Barreto afirma que alguns candidatos articulam compra de voto por R$ 100 no dia da eleição

“Quero chamar a atenção da Justiça eleitoral. Venho escutando que vai ter candidato decidindo a eleição no dia 7 de outubro de 2012 comprando cada voto por 100 reais”, denuncia Marialvo Barreto. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
“Quero chamar a atenção da Justiça eleitoral. Venho escutando que vai ter candidato decidindo a eleição no dia 7 de outubro de 2012 comprando cada voto por 100 reais”, denuncia Marialvo Barreto. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
“Quero chamar a atenção da Justiça eleitoral. Venho escutando que vai ter candidato decidindo a eleição no dia 7 de outubro de 2012 comprando cada voto por 100 reais”, denuncia Marialvo Barreto. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
“Quero chamar a atenção da Justiça eleitoral. Venho escutando que vai ter candidato decidindo a eleição no dia 7 de outubro de 2012 comprando cada voto por 100 reais”, denuncia Marialvo Barreto. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)

O comentário, segundo o vereador Marialvo Barreto, vem sendo feito na periferia de Feira de Santana, entre vários eleitores. “Quero chamar a atenção da Justiça eleitoral. Venho escutando que vai ter candidato decidindo a eleição no dia 7 de outubro de 2012 comprando cada voto por 100 reais”.

Marialvo disse que, antigamente, alguns eleitores trocavam o voto por vantagens como cesta básica, remédios, entre outros. “Agora é um novo modelo de fraude eleitoral, diretamente capitalista, onde candidatos pegam 500 mil e trocam em 5 mil notas de 100 reais para comprar votos, através de cabos eleitorais”.

Na opinião do vereador, o eleitor que vende o voto tem que saber que está votando em um ladrão. “O cara que pega 500 mil para jogar na campanha, quer vir para a Câmara, ter força na Prefeitura, para depois roubar o dinheiro público”.

O petista salientou que, ultimamente, é muito difícil, em véspera de eleição, contratar pessoal para panfletagem porque as pessoas dizem que só vão por 100 reais. A alegação é que no dia da eleição encontram candidatos que pagam este valor.

Ele recomenda a Justiça Eleitoral que faça uma fiscalização eficaz, sobretudo nos bairros populosos e de baixo poder aquisitivo, para que os infratores sejam punidos.

Em consonância com o discurso de Marialvo, o vereador Lulinha, também sem revelar nomes, diz ter informações que está havendo cadastramento para a compra de votos de pessoas em distritos e bairros de Feira de Santana.

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9294 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).