Barracas “expulsam” pedestre das calçadas, no centro comercial de Feira de Santana. Confira debates da CMFS

Barracas “expulsam” pedestre das calçadas, no centro comercial de Feira de Santana.
Barracas “expulsam” pedestre das calçadas, no centro comercial de Feira de Santana.
Barracas “expulsam” pedestre das calçadas, no centro comercial de Feira de Santana.
Barracas “expulsam” pedestre das calçadas, no centro comercial de Feira de Santana.

Barracas “expulsam” pedestre das calçadas

A instalação irregular de barracas no centro comercial de Feira de Santana foi alvo de críticas do vereador Roberto Tourinho, na sessão legislativa desta segunda-feira (10/09/2012).

As calçadas em vias do centro comercial de Feira de Santana estão intransitáveis, observa o vereador Roberto Tourinho. Segundo ele, pedestres estão tendo que disputar o espaço com barracas.

“As pessoas deixam de andar nas calçadas e são obrigadas a andar nas ruas, tornando o trânsito perigoso e caótico”, relata. Para Tourinho, o centro comercial de Feira de Santana tornou-se uma verdadeira “feira livre”.

Segundo ele, o principal motivo da instalação irregular dessas barracas seria a falta de manutenção dada ao Centro de Abastecimento.

“É um problema que vem se agravando ao longo dos anos e, por este motivo, chegou a essa proporção desenfreada”, disse.

Para Tourinho, o Governo Municipal abandonou o Centro de Abastecimento, fazendo com que os comerciantes deste entreposto migrassem para o comércio no centro da cidade.

Pacientes do HGCA reclamam da falta de informações sobre exames de média e alta complexidade 

Alguns funcionários do Hospital Geral Clériston Andrade não estariam informando aos pacientes sobre a realização de exames de média e alta complexidade em clínicas do município conveniadas com o Sistema Único de Saúde (SUS). A reclamação está sendo feita pelo presidente da Comissão de Saúde da Câmara, vereador Ailton Mô.

Ele relatou que, recentemente, um paciente do HGCA precisava, com urgência, de realizar um exame de ressonância magnética, mas aquele hospital não fez e os  funcionários não informaram quais clínicas conveniadas com o SUS realizam procedimentos médicos de média e alta complexidade gratuitamente.

 Segundo o vereador, um funcionário do Hospital Clériston disse ao paciente que ele teria que fazer o referido exame em uma clínica particular.  Ailton afirmou que não é a primeira vez que ocorre esse tipo de situação.

Indignado com o episódio, ele disse que explicou a alguns profissionais do HGCA sobre o direito dos pacientes de realizar exames gratuitos – via SUS – de média e alta complexidade fora daquela unidade.

O vereador cobrou da diretoria do Hospital Clériston Andrade que oriente melhor seu quadro de servidores a respeito dos direitos dos pacientes e deveres do hospital.

O vereador também criticou a morosidade e a falta de equipamentos para realização de algumas cirurgias no HGCA.

De acordo com Ailton, um conhecido dele por conta de um acidente de moto fraturou o fêmur e necessitava de uma cirurgia urgente. No entanto, ouviu do médico cirurgião que teria que aguardar em casa, “devido à falta de materiais para o procedimento cirúrgico”.

Comunidade do Irmã Dulce pronta para mobilização, caso posto de saúde seja transferido 

A população do bairro Irmã Dulce está preocupada, com a possibilidade de fechamento, pela Prefeitura, da unidade de saúde que funciona na sede da Associação de Moradores daquela comunidade. A informação é do vereador Carlito do Peixe.

“Se o governo entender que o posto que funciona na Associação de Moradores deve ser fechado não tem problema, desde que mantenha o atendimento da população no mesmo bairro”, adverte o vereador.

Um dos moradores do bairro e representante político local, ele afirma que se não houver esse cuidado vai haver protesto na Prefeitura.

“Se ele tirar de onde está e colocar no bairro não tem problema. Mas se colocar em outro bairro a comunidade vai se mobilizar, vai para a porta da Prefeitura com o meu apoio”, afirmou.

Na opinião do vereador Lulinha, mudar o posto de saúde de onde se encontra há vários anos para uma casa não é interessante. Ele acredita que como a Prefeitura tem muitos débitos vai ser difícil encontrar outro local para transferir o posto.

“O objetivo é atingir o vereador Carlito, mas que fica prejudicada é a comunidade. Carlito fica mais forte do que nunca, como alguém que está sendo perseguido. Ele (o prefeito) fortaleceu Carlito”, disse.

Angelo responsabiliza PSDB e DEM pela situação crítica na saúde pública brasileira

A extinção da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), em 2007, foi um dos motivos que levaram o país a sofrer com a escassez de recursos para a saúde pública. A opinião é do vereador Angelo Almeida.

 Em discurso na sessão legislativa, desta segunda-feira (10), ele afirmou que o PSDB foi o responsável por encampar uma campanha dentro do Senado Federal para derrubar a CPMF, que, segundo ele, era uma fonte de recursos para a saúde pública.

 “Através da CPMF eram destinados cerca de R$ 40 bilhões por ano para o nosso sistema de saúde. Parte valorosa desta quantia deixou de estar presente em municípios importantes, a exemplo de  Feira de Santana”, lamentou.

 Para o petista, o compartilhamento de recursos da saúde, em Feira, “gera dúvidas e nos causa estranheza; precisa ser enfrentado pelo líder do governo com coragem para refazer este sistema que está aí”.

 O Democratas é responsável direto “por esta desigualdade no compartilhamento de recursos do SUS em Feira de Santana”. Angelo  defendeu a criação de um hospital do Município para diminuir a demanda de pacientes no Hospital Geral Clériston Andrade e, consequentemente, amenizar os problemas da saúde  em Feira de Santana.

Serviços do Sistema Único de Saúde usados eleitoralmente por políticos, denuncia vereador 

Políticos  de  Feira de Santana estariam  beneficiando eleitores  no Sistema Único de Saúde (SUS), em troca de votos.  A denúncia está sendo feita pelo vereador Frei Cal, com base em informações de munícipes que utilizam as unidades públicas de saúde.

Em discurso, nesta segunda-feira (10) na tribuna da Câmara, o peemedebista  informou que  várias pessoas têm lhe informado que  só conseguem ter acesso, sem muita burocracia,  aos serviços do SUS, através de pessoas ligadas  a área política.

“Às vezes as pessoas ficam nos procurando e falando que vereadores e candidatos que estão tentando a eleição facilitam o acesso aos serviços do SUS”, relatou Frei Cal, classificando este fato como grave.

Segundo ele, só não cita nomes porque não tem as provas concretas. “O povo continua sendo enganado e manipulado. E aí, evidentemente,  termina  criando  uma situação de muito mais deficiência dentro do Sistema Único de Saúde”, observa.

Para o vereador, muitas pessoas inescrupulosas “usam e, de certa forma,  manipulam o povo para tirar proveito dessa situação”.  Em seu entendimento, a saúde pública não deve sofrer interferência de ninguém, sobretudo de pessoas que trabalham ou concorrem a cargos eletivos.

Computadores são retirados do Centro Digital da Rua Nova; Escola de Infomática de Jaíba está desativada

Computadores foram retirados do Centro Digital do bairro Rua Nova, há cerca de 10 dias, segundo informa o vereador Roberto Tourinho (foto).

O líder oposicionista diz que a medida adotada pelo governo Tarcízio Pimenta não condiz com a sua propaganda de que “Feira de Santana é a cidade digital”.

De acordo com Tourinho, a maioria das escolas municipais que receberam  bebedouros digitais da Prefeitura estão com  esses equipamentos sem funcionamento.

Tourinho cobrou do líder governista, vereador José Sebastião – Bastinho, explicações sobre a retirada dos computadores do Centro Digital da Rua Nova. O vereador disse que não consegue entender “que cidade digital é essa”.

O vereador Lulinha disse que a Prefeitura de Feira de Santana, após demitir  estagiários que prestavam serviços na Escola de Informática  do distrito de Jaíba, fechou o equipamento, que atendia aquela comunidade  há mais de seis anos.

Líder explica questionamentos sobre Centro Digital da Rua Nova e Escola de Informática de Jaíba 

O líder da bancada governista na Câmara de Feira de Santana, vereador Bastinho (foto), fez esclarecimentos, na sessão desta segunda-feira (10) sobre reclamações dos oposicionistas Roberto Tourinho e Lulinha.

Tourinho informou que computadores foram retirados do Centro Digital da Rua Nova. Lulinha disse que a Escola de Informática de Jaíba foi desativada.

Quanto aos equipamentos do Centro Digital da Rua Nova, Bastinho disse que vão passar por manutenção. Segundo ele, os equipamentos retornarão para o local assim que forem consertados.

Também disse que  os munícipes continuam usufruindo o serviço de internet gratuita disponibilizado pelo Governo Municipal.

Em relação ao questionamento do vereador Lulinha, o líder governista declarou que vai procurar se informar sobre a desativação da Escola de Informática de Jaíba para prestar os devidos esclarecimentos.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9608 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).