Bahia presente na Lavagem de La Madeleine, em Paris

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Bahia presente na Lavagem de La Madeleine.
Bahia presente na Lavagem de La Madeleine.
Bahia presente na Lavagem de La Madeleine.
Bahia presente na Lavagem de La Madeleine.

Um dos maiores símbolos da cultura popular baiana e do sincretismo religioso contagia as ruas de Paris esta semana. A “Lavage de La Madeleine”, inspirada na tradicional lavagem das escadarias da Igreja do Bonfim, leva o clima das festas de largo da Bahia para a igreja idealizada por Napoleão em 1806. Considerada a maior festividade do Brasil na Europa, foi criada pelo santoamarense Robertinho Chaves.

O evento que conta com o apoio da Bahiatursa chega a sua 11ª edição com homenagens a Jorge Amado e a cidade de São Luís, Maranhão. Este ano, a programação conta com a participação de Magary Lord e mais de 20 grupos musicais, de dança e percussão.

Durante a semana, acontecem diversas manifestações artísticas como festas em bares e restaurantes, shows e exposição em celebração à cultura brasileira. O encerramento das festividades acontece no domingo, com o cortejo que parte da Praça da República em direção à Praça de La Madeleine e lavagem simbólica das escadarias da igreja, com baianas, flores e muita água de cheiro.

Maragojipe em Paris

Pelo segundo ano consecutivo, as famosas máscaras do Carnaval de Maragojipe serão exibidas na festa de La Madeleine. No dia 21 de setembro, a sede da Unesco em Paris abre espaço para a cultura baiana. O artista plástico Thiago Bols vai expor telas que retratam a cidade de Maragojipe, através das máscaras e de personagens da cultura popular como o bumba meu boi.

No evento de rua serão distribuídos folders e folhetos bilingues. Toda divulgação tem o apoio da Bahiatursa já que, em fevereiro de 2009, o governador Jaques Wagner assinou decreto transformando o Carnaval de Maragojipe em Patrimônio Imaterial da Bahia, acatando proposta feita pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC).

Mercado francês

A França é o quarto principal mercado de emissores estrangeiros para a Bahia, atrás apenas da Argentina, Espanha e Itália. De acordo com pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), dos 558 mil visitantes de outros países que estiveram na Bahia em 2011, cerca de 50 mil eram franceses.

Já a Europa como um todo representa quase 40% do mercado de estrangeiros que viajam para o território baiano.

Sobre Carlos Augusto 9660 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).