Abertas inscrições para a 3ª Conferência Estadual do Meio Ambiente da Bahia

Meio ambiente em debate. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Meio ambiente em debate. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Meio ambiente em debate. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Meio ambiente em debate. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)

Estão abertas as inscrições para a 3ª Conferência Estadual do Meio Ambiente (Cema), que será realizada no Centro de Convenções da Bahia, nos dias 15, 16 e 17 de outubro. Sob a coordenação da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, o tema central será a Integração das Políticas do Meio Ambiente e Recursos Hídricos.

Com um público estimado de 1,2 mil pessoas, incluindo a participação de delegados – representantes dos territórios baianos, eleitos nas etapas municipais – a 3ª Cema será uma oportunidade de diálogo entre representantes da sociedade civil, poder público e setor empresarial. “Os temas que estarão em discussão foram escolhidos, a partir do Plano Estadual de Meio Ambiente (Pema) e das discussões participativas realizadas pelo Governo, nos últimos anos, quando foram colhidas as demandas de todos os segmentos da sociedade”, afirma a coordenadora da conferência, Mariana Mascarenhas.

Quem não está automaticamente inscrito no evento e tem interesse em participar, ainda pode se inscrever como observador, através do site (www.conferenciaestadualdomeioambiente.ba.gov.br). “É importante lembrar que os delegados eleitos na etapa municipal e validados na etapa territorial estão automaticamente inscritos e estão sendo contactados pela equipe de organização para que confirmem a participação”, declara Mascarenhas.

Etapas

Entre outubro de 2011 e março 2012, os municípios baianos fizeram seus encontros. Foram realizadas no estado mais de 126 conferências municipais, que reuniram mais de 10 mil pessoas e elegeram 733 delegados para a etapa que ocorrerá em outubro. “As deliberações das municipais devem servir como instrumento de gestão ambiental para o município, orientando as políticas socioambientais dos próximos gestores municipais que serão eleitos”, declara Mariana Mascarenhas.

A etapa territorial aconteceu entre os meses de março e maio de 2012, em 19 cidades-pólo, abrangendo os 27 territórios de identidade da Bahia. “As deliberações das conferências territoriais já são parte do documento final da 3ª Conferência Estadual do Meio Ambiente e ajudarão a Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) no planejamento e implementação das Políticas do Meio Ambiente e Recursos Hídricos de cada um dos territórios de identidade da Bahia”, ressalta Mascarenhas.

Sobre Carlos Augusto 9528 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).