BAHIAGÁS comemora maioridade patrocinando show “Elas cantam Riachão”; evento ocorre no Parque da Cidade, em Salavador

Claudete Macedo iniciou a carreira musical na década de 50, na Rádio Nacional do Rio de Janeiro, a convite de Jamelão, Monsueto, Risadinha e outros.
Claudete Macedo iniciou a carreira musical na década de 50, na Rádio Nacional do Rio de Janeiro, a convite de Jamelão, Monsueto, Risadinha e outros.
Claudete Macedo iniciou a carreira musical na década de 50, na Rádio Nacional do Rio de Janeiro, a convite de Jamelão, Monsueto, Risadinha e outros.
Claudete Macedo iniciou a carreira musical na década de 50, na Rádio Nacional do Rio de Janeiro, a convite de Jamelão, Monsueto, Risadinha e outros.

O Governo do Estado da Bahia por meio da Bahiagás apresenta o show “Elas cantam Riachão” com Claudete Macedo, Clécia Queiroz e Juliana Ribeiro. Três grandes vozes do samba da Bahia homenageiam o compositor e sambista Riachão durante evento de comemoração dos 18 anos da Bahiagás. A apresentação reúne os repertórios individuais das cantoras somados a vários clássicos do compositor, que no ano passado completou 90 anos de idade, sendo 70 deles dedicados ao samba. O espetáculo, que conta com a participação especial do homenageado, será no dia 23/09, no Anfiteatro Dorival Caymmi, no Parque da Cidade, às 11h, com entrada franca. Patrocínio exclusivo Bahiagás – Companhia de Gás da Bahia, com realização da Caderno 2 Produções Artísticas.

Para este show, o trio traz ao palco composições clássicas de Riachão como Retrato da Bahia, Cada Macaco no seu Galho, Baleia e Vá Morar com o Diabo, e outras menos conhecidas como Lavagem do Bonfim e Quando o Galo Cantou. Músicas que revelam a alegria e vitalidade desse compositor e cronista musical baiano.  A direção musical é de Dudu Reis (cavaquinista) e Kleber Aguiar (violonista), que também acompanham as cantoras. Completam a banda Tiganá Santana (baixo), Ivan Sacerdote (clarinete), Kiko Souza (flauta), Sebastian Notini, Léo Jesus e Ricardo Hardmann (percussão). O show conta ainda com as participações das dançarinas Edeise Gomes e Vânia Oliveira.

Criado especialmente para o carnaval do Pelourinho deste ano, devido ao sucesso o show recebeu o convite do Projeto Domingo no TCA e encantou o público baiano que lotou a Sala Principal do Teatro Castro Alves. O trabalho servirá de base para o documentário que a TV Educativa está preparando para homenagear Riachão.

Claudete Macedo

O início da carreira musical aconteceu na década de 50, na Rádio Nacional do Rio de Janeiro, a convite de Jamelão, Monsueto, Risadinha e outros. Participou também de diversos programas de rádio em todo o Brasil, e ao retornar à  Bahia, passou a fazer parte do elenco da Rádio Excelsior.  Apelidada por seus pares de Rainha do Samba, a artista fez muito sucesso na “década de Ouro da rádio” e fez grandes amizades como Zé Pretinho, com quem fez uma parceria que rendeu seu maior sucesso, Flor de Laranjeiras. Com a voz penetrante e expressiva ela foi crooner das melhores orquestras dos anos dourados no Estado, como a Orquestra de Vivaldo Conceição, Carlos Lacerda e mais recentemente da Orquestra Reginaldo Xangô e Orquestra Fred Dantas. Gravou 10 discos compactos e 3 LPs.

Clécia Queiroz

Cantora de voz doce e afinada, compositora, atriz premiada e dançarina, pesquisadora das expressões artísticas e com o título de Mestre em Performance Arte, adquirido na Howard University, em Washington D.C., Cléciacomeçou sua carreira musical em 1997 e desde então tem se destacado na cena baiana como uma referência de palco, onde busca a fundo a essência da teatralidade aliada à música. Ela se vale da sua experiência cênica para revelar o samba da Bahia não apenas enquanto música, mas como uma junção de linguagens que incluem também a dança, o teatro e a literatura. Nos shows, dá destaque para o samba de roda, apontando as diversas variações que o gênero recebe, mesclando-o com o semba angolano e ritmos oriundos da tradição afro-brasileira. Em 2010, lançou o disco e show “Samba de Roque”, homenagem ao compositor Roque Ferreira, que circulou pelas principais capitais brasileiras, recebendo elogios da imprensa nacional, que destacou o trabalho da cantora como inovador, nos quesitos voz, figurino e performance.

Juliana Ribeiro

Pesquisadora da Música Popular Brasileira, a cantora e compositora é também historiadora e Mestre em Cultura e Sociedade pela Universidade Federal da Bahia. Com voz de timbre marcante, possui formação técnica em canto lírico e tem construído sua carreira musical com consistência e raízes profundas na MPB. Em 2009 lançou o EP “Juliana Ribeiro” com 06 canções e recentemente lançou o seu primeiro CD, AMARELO, no Parque da Cidade, resultado de uma pesquisa que reúne canções que tratam da ancestralidade afro-baiana e ritmos como o jongo, batuque, Lundu, maxixe e o samba. O repertório é formado por composições próprias e de grandes nomes do cenário musical baiano como Roberto Mendes, J. Veloso, Tiganá Santana e Reginaldo Souza.

A Companhia de Gás da Bahia

Bahiagás, concessionária estadual dos serviços de distribuição de gás natural canalizado, é uma empresa de economia mista, controlada pelo Governo do Estado, vinculada à Secretaria de Infraestrutura. Tem como acionistas o Estado da Bahia, a Gaspetro, subsidiária da Petrobras e a Mitsui Gás e Energia do Brasil. É responsável pelo armazenamento e distribuição de Gás Natural canalizado em toda a Bahia, tendo concessão para atuar neste Estado por 50 anos.

Saiba +

Serviço: Evento 18 Anos de Bahiagás – Muito Gás Para Fazer Sempre Mais
Show: Elas cantam Riachão com Claudete Macedo, Clécia Queiroz e Juliana Ribeiro
Participação: Riachão
Dia: 23 de setembro de 2012
Horário: 11h
Local: Anfiteatro Dorival Caymmi – Parque da Cidade
Entrada Franca

Patrocínio: Bahiagás- Companhia de Gás da Bahia
Realização e Produção: Caderno 2 Produções Artísticas
Apoio: Superintendência do Meio Ambiente e Prefeitura de Salvador

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9321 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).