Retorno dos trabalhos na Assembleia Legislativa da Bahia é marcado por críticas ao governo Wagner

“Como vamos conseguir repor essas aulas? Só em 2015 a rede pública de ensino estadual vai conseguir regularizar o ano letivo. Isso é um absurdo, uma irresponsabilidade”, afirmou Carlos Geilson. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)

“Como vamos conseguir repor essas aulas? Só em 2015 a rede pública de ensino estadual vai conseguir regularizar o ano letivo. Isso é um absurdo, uma irresponsabilidade”, afirmou Carlos Geilson. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)

No retorno aos trabalhos legislativos, que teve recesso de um mês, o deputado estadual Carlos Geilson (PTN) criticou o governo estadual pela inoperância na resolução da greve dos professores e lamenta um mês não ter sido suficiente para mudar a situação de caos que se encontra a educação na Bahia.

O parlamentar lembrou que já são 113 dias de greve sem chegar a um acordo. “A segurança vai mal, a educação da Bahia está um caos. Os alunos já estão com o ano letivo perdido e vai o PT para os palanques falar que prioriza educação, que prioriza segurança pública. Mas o povo da Bahia é esclarecido, e sabe que o PT discursa, mas na prática dá as costas ao povo e queima as bandeiras levantadas em campanha”, critica Geilson.

O deputado ainda questionou o governo sobre a regularização dessas aulas. Até hoje já são 113 dias de greve dos professores, somados a 12 dias de greve dos policiais militares, quando as escolas estaduais não funcionaram. De acordo com a Lei 9394/96, todas escolas brasileiras devem cumprir 200 dias letivos. “Como vamos conseguir repor essas aulas? Só em 2015 a rede pública de ensino estadual vai conseguir regularizar o ano letivo. Isso é um absurdo, uma irresponsabilidade”, afirmou Geilson.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).

Be the first to comment on "Retorno dos trabalhos na Assembleia Legislativa da Bahia é marcado por críticas ao governo Wagner"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*