Representações culturais estrangeiras e Governo da Bahia debatem diplomacia cultural em Simpósio Internacional

Representações culturais estrangeiras e Governo da Bahia debatem diplomacia cultural em Simpósio Internacional.
Representações culturais estrangeiras e Governo da Bahia debatem diplomacia cultural em Simpósio Internacional.
Representações culturais estrangeiras e Governo da Bahia debatem diplomacia cultural em Simpósio Internacional.
Representações culturais estrangeiras e Governo da Bahia debatem diplomacia cultural em Simpósio Internacional.

A diplomacia cultural, o papel das representações culturais estrangeiras em Salvador e as perspectivas de cooperação com o Estado da Bahia serão os assuntos debatidos durante o simpósio internacional “A Bahia e as suas representações Culturais Estrangeiras: Políticas de Cultura entre o Global e o Local”, realizado com entrada franca nos dias 04 de setembro de 2012 no Goethe-Institut (ICBA) e no dia 05 de setembro no Instituto Cervantes de Salvador, a partir das 9h da manhã.

As relações diplomáticas no campo da cultura é parte importante da política externa de qualquer país e vem sendo usada na tentativa de fazer valer os interesses no exterior. O primeiro dia do evento a ser realizado no Goethe-Institut Salvador, será dedicado ao debate da função dessa diplomacia, discutindo se o verdadeiro estímulo para esse “investimento” dos países é tão somente proporcionar o intercâmbio cultural enriquecedor, ou servem como disfarce para que países atuantes alcancem seus interesses na política real?

O diretor do Instituto Cervantes de Salvador, Anastásio Sánchez, participa como comentarista na última mesa redonda, no dia 05/09, onde o Secretário de Cultura da Bahia, Albino Rubim, palestra juntamente com o diretor Cultural do Cervantes, Alberto Tuá e a assessora de Relações Internacionais da UFBA, Ana Rosa Ramos. Neste mesmo dia participam também como comentaristas, o diretor do Goethe-Institut/ICBA, Ulrich Gmunder e o diretor artístico do Instituto de Cultura Brasil Itália Europa, Pietro Gallina.

O evento é realizado em parceria entre a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, Fundação Cultural do Estado da Bahia, Faculdade de Comunicação da UFBA, Instituto Cervantes, ICBIE, Goethe-Institut Salvador-Bahia/ICBA.

Programação: 

Terça feira, 4 de setembro:

Conferências sobre diplomacia cultural: realidades, expectativas e metas; análise das funções de representações culturais estrangeiras em plano mundial e sua relação com as políticas culturais nacionais.

Convidados:

9h – 12h

– Gerd Ulrich Bauer, Universidade de Bayreuth (Alemanha)

– Alvaro Martinez-Cachero Laseca, Conselheiro de Educação da Embaixada da Espanha no Brasil

14h – 17h

-Paulo Miguez, IHAC-UFBA

– Mônica Lessa, Relações Internacionais – UERJ

Coordenação: Adriano Sampaio, FACOM-UFBA

OBS: Lançamento da publicação “Goethe-Institut Salvador-Bahia/Instituto Cultural Brasil-Alemanha: Breve Introdução a Meio Século de Disseminação Cultural na Bahia”, TCC de Cláudia Hermínia Silva Cruz e Jeane Aguiar de Moura

Quarta-feira, 5 de setembro:

Mesa redonda sobre o papel das representações culturais estrangeiras em Salvador ao longo das últimas décadas e a situação atual nas diversas áreas culturais.

Convidados:

9h – 12h

– José Francisco Serafim, FACOM-UFBA

– Renato da Silveira, IHAC-UFBA

– Cristina Castro, Teatro Vila Velha

– Fátima Dias Costa, Presidente do Conselho da Aliança Franc.

14h – 17h

Palestras sobre as políticas culturais do Estado da Bahia e suas relações com as representações culturais estrangeiras no Estado; perspectivas de cooperação

– Albino Rubim, Secretário de Cultura da Bahia

– Ana Rosa Ramos, Assessora de Relações Internacionais-UFBA

– Alberto Tuá, coordenador de Cultura do Instituto Cervantes

– Ulrich Gmünder, diretor do Goethe-Institut/ICBA

– Pietro Gallina, diretor Artístico do ICBIE

Sobre Carlos Augusto 9717 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).