Redes sociais: Vilãs ou Heroínas?

 SETE DICAS PARA QUE ELAS AJUDEM SUA CARREIRA

Nada representa tão bem estes tempos tecnológicos e o poderio que a internet exerce hoje sobre as pessoas, do que o fenômeno das redes sociais. Inicialmente, através do Orkut, dominado pelos brasileiros e agora pelo facebook, sem contar com o twitter, o linkedin, este mais voltado para o mundo profissional, o Badoo, para relacionamentos amorosos, entre outros tantos, que pipocam a cada dia.

O certo é que as redes sociais não são boas nem ruins, mas sim uma projecao de tudo que se tem na vida. Oportunidades, Perigos, aventuras, diversão, pessoas de todo o tipo e por isso temos que tomar certos cuidados, assim como tomamos nas interações presenciais.

Assim seguem algumas dicas e cuidados para você surfar em garantia e tirar o melhor partido destas ondas.

Divulgue de forma adequada seus produtos ou serviços e através do efeito viral que elas possibilitam, potencialize seus negócios, em um nível nada comparado, a outros meios de contato existentes.

Trabalhe sua imagem, criando uma visibilidade em torno de si,, favorecendo sua empEUsa, que é sua identidade profissional. As vezes, somos valorizados na empresa que trabalhamos, mas desconhecidos no mercado, o que é sempre um erro estratégico, que afeta nossa carreira profissional.

Amplie sua rede de relacionamento (networking), em um ambiente corporativo contemporâneo, em que amigo é ativo e tudo acontece por indicação.

Escritor Alberto Peixoto e Prof. Garrido Filho

Evite usar as redes, em momentos de trabalho, para bater papo ou lazer, o que além de não ser ético com sua organização, representa uma perda de produtividade e foco no seu trabalho. Por isso, muitas empresas restringem o seu uso nas suas plataformas, o que acaba prejudicando, o uso profissional no trabalho.

Procure não expor você e pessoas queridas, bem fatos reservados da sua história. Lembre-se que com o advento das redes sociais, vivemos num grande Big Brother, onde todo tipo de pessoas tem acesso a suas preciosas informações e fotos. Vale ressaltar, que no campo doméstico, muitas brigas de casais advêm do acesso a essas informações e que as áreas de recrutamento e seleção, de muitas empresas, se apropriam do conteúdo das redes, nos seus levantamentos de perfis dos candidatos.

Evite patrulhar ou induzir seus amigos e parentes a participar. Embora tenha vantagens profissionais envolvidas, fazer parte ou não, deve ser sempre uma decisão pessoal.

Reserve tempo, sempre que possível, para contatos pessoais, sempre insubstituíveis pela tecnologia e se concentre neles. De o melhor de si, que é sua atenção pessoal e presença real. Muito chato conversar com alguém que não para de olhar o smartphone.

Então, as redes sociais são heroínas ou vilas? Como tudo na vida, o remédio que cura é o que mata e tudo vai depender da sua utilização e dosagem.

E como, independente de gostarmos ou não, elas vieram para ficar, que tal aproveitar o lado bom destas incríveis ferramentas?

O mundo digital espera por você!!!

Victoriano Garrido Filho

www.professorgarrido.com.br
facebook.com – profgarrido

7199769398

Sobre Alberto Peixoto 488 Artigos
Antonio Alberto de Oliveira Peixoto, nasceu em Feira de Santana, em 3 de setembro de 1950, é Bacharel em Administração de Empresas pela UNIFACS, e funcionário público lotado na Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia, atua como articulista do Jornal Grande Bahia, escrevendo semanalmente, é escritor e tem entre as obras publicadas os livros de contos: 'Estórias que Deus Duvida', 'O Enterro da Sogra, 'Único Espermatozoide', 'Dasdores a Difícil Vida Fácil', participou da coletânea 'Bahia de Todos em Contos', Vol. III, através da editora Òmnira. Também atua incentivador da cultura nordestina, sendo conselheiro da Fundação Òmnira de Assistência Cultural e Comunitária, realizando atividades em favor de comunidades carentes de Salvador, Feira de Santana e Santo Antonio de Jesus. É Membro da Academia de Letras do Recôncavo (ALER), ocupando a cadeira de número 26. E-mail para contato: [email protected] Saiba mais sobre o autor visitando o endereço eletrônico http://www.albertopeixoto.com.br.