Professor canadense volta à Bahia para pesquisar o papel da mídia na política baiana

O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.

De volta ao Brasil, onde passou uma temporada em 2011 pesquisando sobre a mudança da gestão no governo da Bahia, o professor canadense Julián Durazo, da Universidade de Quebéc, em Montreal, agora apura o papel da mídia na política baiana contemporânea. Para isso, o docente está até sexta-feira (10) em Salvador para uma série de entrevistas com meios de comunicações impressos do estado, tanto da capital como do interior. Nesta segunda-feira (06/08/2012), Durazo deu continuidade ao seu trabalho entrevistando o coordenador editorial do Jornal da Chapada, Vitor Fernandes, em encontro na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba).

O professor universitário canadense questionou a atuação do Jornal da Chapada na região da Chapada Diamantina como fiscalizador, formador de opinião e a relação deste órgão de imprensa com os atores políticos. “No meu ponto de vista, a mídia, quando tem credibilidade perante a sociedade, funciona como um fiel da balança na política baiana. Por exemplo, qualquer candidato a um cargo eletivo no nosso estado, quando tem o apoio da mídia de credibilidade, pode apostar que é meio caminho para sua vitória. Ou seja, no nosso estado, a mídia é o marqueteiro da campanha. Basta ela usar seu poder de influenciar a sociedade para promover ou destruir qualquer candidatura. Mas, repito, quando ela tem credibilidade”, salienta Vitor Fernandes.

Sobre quais são as consequências da situação atual da mídia na Bahia em comparativo da qualidade e da diversidade de informação, o professor Julián Durazo mostrou-se conhecedor do conteúdo exposto e concordou que no México e no Canadá, assim como no Brasil, há também a produção de matérias como espetáculo. “Em sua grande maioria, a mídia baiana busca audiência ou sucesso divulgando a miséria e a violência. Eu particularmente não gosto do sensacionalismo de algumas mídias em cima da falta de conhecimento, educação e despreparo do povo. Não vou citar nomes e nem marcas, mas se observarmos os canais de maior audiência, tidos, entre aspas, como os mais bem sucedidos, são dependentes e exploram este mercado”, avalia Fernandes.

Para conhecer mais do perfil do professor Julián Durazo acesse o link do site da Universidade de Quebéc em Montreal: http://www.politique.uqam.ca/corps-professoral/professeurs/163-durazo-herrmann-julian.html. O artigo a respeito das reflexões sobre a mudança da forma de governo na Bahia está em aprovação na Universidade de Quebéc em Montreal, e, segundo Durazo, ainda este ano será liberado para publicação. Já este sobre a mídia ainda passará por outras etapas, inclusive com entrevistas a responsáveis pelo jornal A Tarde e Correio, dos quais o professor aguarda retorno para finalizar sua pesquisa.

*Com informações do Jornal da Chapada.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112827 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]