Olimpíadas 2012 | Brasil garante ouro inédito na ginástica artística

Arthur Zanetti brilhou nesta segunda-feira (06/08/2012), conquistando a medalha de ouro nas argolas.

Arthur Zanetti brilhou nesta segunda-feira (06/08/2012), conquistando a medalha de ouro nas argolas.

O esporte brasileiro não para de fazer história nos Jogos Olímpicos Londres 2012. Nesta segunda-feira (06/08/2012), foi a vez de a ginástica artística e o boxe conseguirem resultados inéditos e comprovarem o desenvolvimento que tem experimentado nos últimos anos. Arthur Zanetti, por exemplo, tornou-se o primeiro ginasta brasileiro a subir no pódio olímpico. Já Adriana Araújo é a primeira mulher brasileira medalhista no boxe, enquanto o pugilista Esquiva Falcão levou a modalidade de volta ao pódio olímpico depois de 44 anos.

A ascensão de Zanetti para a galeria dos grandes atletas brasileiros – e a inclusão da ginástica no rol dos esportes medalhistas do país – foi em grande estilo. O ginasta paulista garantiu a medalha de ouro na disputa individual masculina das argolas, fazendo com que o hino nacional brasileiro tocasse alto no North Greenwich Arena.

O pequeno Zanetti, de apenas 1,56m, tornou-se o grande orgulho da nação brasileira com uma apresentação impecável. Ele foi o último dos oito finalistas da prova a se apresentar e encerrou sua série com um largo sorriso no rosto, confiante em uma boa nota, em que pese a presença na prova do chinês Yibin Chen, até então o campeão olímpico e dono de quatro títulos mundiais, que acabou ficando com a prata.

 “Ali eu senti que poderia ganhar uma medalha. E eu queria mesmo a de ouro. Não vi a prova do Chen porque fui aquecer, mas depois fiquei sabendo da nota dele e senti que poderia tirar uma melhor ainda. É um trabalho de muitos anos que hoje foi coroado”, celebrou.

Adriana Araújo, por seu lado, já garantiu a medalha de bronze com a classificação para a semifinal, pois no boxe não há disputa de terceiro lugar. Mas a pugilista pode ir mais além. Ela vai enfrentar agora a russa Sofya Ochigava. Se ganhar, vai para a final em busca do sonhado ouro. A soteropolitana pode se orgulhar também de acabado com um jejum de 44 anos sem medalha do boxe brasileiro.

“Estou muito feliz por garantir essa medalha para o país. Tínhamos dez bons boxeadores do Brasil aqui, mas fico contente de ter sido a primeira a ganhar. Espero que o boxe feminino seja mais visto agora”, disse Adriana. Sobre a próxima adversária, ela prevê dificuldade, mas mantém a confiança. “A russa já foi campeã mundial e é atual vice. No último Mundial, ela me derrotou. Mas quero ver até onde consigo ir”.

A exemplo de Adriana Araújo, Esquiva Falcão garantiu vaga na semifinal do torneio de boxe e também já assegurou lugar no pódio de Londres 2012. Falta apenas saber a cor da medalha que vai conquistar. Nesta segunda-feira, ele mostrou sua força diante do húngaro Zoltan Harcsa por 14 a 10, impondo seu estilo desde o início do combate.

Nas semifinais, marcadas para esta sexta-feira, 10 de agosto, Esquiva terá pela frente o britânico Anthony Ogogo, mas não se mostra preocupado, nem mesmo com a torcida da casa. “Lutei com ele no Mundial e ganhei. Com ele lutando em casa, vou ter que agir com muita inteligência. Tenho que ser esperto para sair ligeiro e não deixar ninguém tirar meu ouro. Sei que 99% da plateia vai estar contra mim, mas estou confiante”, afirmou.

No vôlei de praia, Alison e Emanuel fizeram uma partida para quem tem nervos de aço. Depois de salvar um match-point, a dupla brasileira comprovou seu poder de reação para superar os poloneses Prudel e Fijalek por 2 a 1, em 58 minutos de jogo, e garantir passagem para as semifinais de Londres 2012. “Nossos adversários se comportaram como veteranos. Pareciam que estavam jogando na Polônia, não numa arena olímpica com 15 mil torcedores em volta.’’, explicou Emanuel.

Nesta terça-feira, eles voltam à quadra diante dos letões Plavins e Smedin, às 17h, para brigar por um lugar na final da competição. A outra dupla brasileira na disputa, Juliana e Larissa jogam às 21h.

No basquete masculino, o Brasil venceu a Espanha por 88 a 82 e garantiu o segundo lugar do grupo B. Agora, pelas quartas de final, enfrentará um velho rival, a Argentina, nesta quarta-feira, às 20 horas. Foi a vitória da dignidade, já que chegou-se a questionar o treinador Ruben Magnano sobre a possibilidade do time brasileiro entregar o jogo diante da Espanha para fugir de um cruzamento com os Estados Unidos nas semifinais. Se ficasse em terceiro lugar na sua chave, o temido adversário e favorito à medalha de ouro só poderia aparecer no caminho dos brasileiros caso as duas equipes chegassem à final.

A exemplo do time masculino de basquete, a seleção brasileira masculina de vôlei terá pela frente os vizinhos argentinos nas quartas de final dos Jogos Olímpicos Londres 2012. Nesta segunda-feira, no Earls Court, o Brasil não deu chances à Alemanha e fechou o jogo em 3 a 0 (25/21, 25/22 e 25/19), garantindo o segundo lugar do grupo B, com 11 pontos.

*Com informações do COB | Por: Flávio Brilhante

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]