EXPOAGRO Bahia 2012 deve movimentar R$ 40 milhões até domingo

EXPOAGRO Bahia 2012 deve movimentar R$ 40 milhões até domingo.
EXPOAGRO Bahia 2012 deve movimentar R$ 40 milhões até domingo.
EXPOAGRO Bahia 2012 deve movimentar R$ 40 milhões até domingo.
EXPOAGRO Bahia 2012 deve movimentar R$ 40 milhões até domingo.

A união, a garra e a coragem dos pecuaristas baianos para enfrentar uma das piores secas da história foram destacadas pelo secretário estadual da Agricultura, Eduardo Salles, na noite desta terça-feira (07/08/2012), na abertura oficial da III Expoagro Bahia, no Parque de Exposições de Salvador, com a presença do vice-governador Otto Alencar, secretários e criadores baianos.

Com a expectativa de movimentar R$ 40 milhões em negócios; com a venda de máquinas, implementos agrícolas e animais; a feira vai expor, até domingo (12/08/2012), seis mil animais – entre equinos, bovinos, caprinos e ovinos. Organizada pelas principais associações de criadores do Estado, a exposição é considerada uma das mais importantes do calendário agropecuário brasileiro e pretende atrair um público estimado em 60 mil pessoas.

Mesmo com os transtornos provocados pelo longo período de estiagem, o evento traz o mesmo número de animais da edição passada; com a participação de criadores de outros estados, a exemplo de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília; além de programação diversificada, incluindo leilões, julgamento de animais, concurso leiteiro, provas equestres, culinária regional, e atividades infantis, como passeios de pôneis e charretes.

“A Expoagro é uma grande vitrine da pecuária baiana, além de ser palco para difusão de tecnologias e consolidação de negócios. Nesse momento, a agropecuária enfrenta grandes dificuldades, que se apresentam também como novas oportunidades. O governo tem trabalhando em conjunto com o setor, buscando soluções para operacionalizar ações emergenciais e estruturantes o mais rápido possível”, explicou Salles.

De acordo com o vice-governador Otto Alencar, o governo vem trabalhando para diminuir os efeitos da seca no semiárido, com investimentos para construção de barragens, adutoras, construção de pequenos açudes, instalação de sistemas simplificados de água, entre outros. “As medidas abrangem ainda implantação de cisternas, recuperação de poços, auxílio financeiro emergencial (Bolsa Estiagem), linha especial de crédito e a venda de milho para alimentação animal a preços subsidiados”.

Para o presidente da Associação dos Criadores do Cavalo Mangalarga Machador da Bahia (ACCMMB), Hermann Abbehusen, a feira tem com função aproximar o campo da cidade, garantindo informação e lazer para as famílias. “O evento proporciona o contato com animais de pequeno e grande porte, campeonatos, passeios de charrete, artesanato e culinária regional”, informou. O presidente disse ainda que o governo e associação estão empenhados em incluir no calendário baiano outro importante evento agropecuário, a Exposição Nacional do Mangalarga Marchador.

Segundo o coordenador da terceira edição da Expoagro e diretor da Associação dos Criadores de Caprinos e Ovinos da Bahia (Accoba), Almir Lins, a organização cumpre uma nova exigência relativa aos cavalos. “Os criadores deverão apresentar o exame negativo de mormo (doença infecto-contagiosa de equídeos), devido ao comunicado da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) sobre um caso registrado”.

Participaram também da abertura, os secretários do Meio Ambiente, Eugênio Spengler, da Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap), Nestor Duarte, o superintendente do Senar, Geraldo Machado, o gerente de Mercado do Banco do Brasil, Paulino Hashimoto, o presidente da Bahia Pesca, Isaac Albagli, além dos diretores de Defesa Animal da Adab, Rui Leal, e da Pecuária, Luiz Miranda.

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9375 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).