Escritor e celebridade Gore Vidal morre aos 86 anos

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Gore Vidal sempre foi um árduo crítico da política externa americana.
Gore Vidal sempre foi um árduo crítico da política externa americana.
Gore Vidal sempre foi um árduo crítico da política externa americana.
Gore Vidal sempre foi um árduo crítico da política externa americana.

Morreu na noite desta terça-feira nos Estados Unidos o escritor e comentarista político americano Gore Vidal, aos 86 anos.

De acordo com o sobrinho de Vidal, Burr Steers, ele já estava doente havia algum tempo e sofreu complicações decorrentes de uma pneumonia em sua casa em Los Angeles.

Considerado um dos escritores americanos mais ilustres do século passado, ele produziu 25 livros, incluindo os best-sellers Lincoln e Myra Breckenridge, além de peças e roteiros para cinema – entre eles, o do filme Ben-Hur.

Ao lado de Truman Capote e Norman Mailer, ele fez parte de uma geração de escritores que eram também celebridades. Seu comentários ácidos e espirituosos eram bastante apreciados; Vidal aparecia constantemente em talk shows na TV e em colunas sociais.

Seu círculo de amigos incluiu Tennessee Williams, Orson Welles e Frank Sinatra.

Ele também era próximo da família Kennedy, em especial de Jackie Kennedy, que era sua irmã de criação.

Eugene Luther Gore Vidal nasceu no dia 3 de outubro de 1925 em um hospital militar em West Point, no estado de Nova York. Filho de um tenente da aeronáutica e uma socialite, ele era herdeiro de um tradicional clã do mundo da política americana.

Vidal passou a infância em Washington, em contato com o avô, o senador T.P. Gore, que teria sido uma grande influência sobre sua visão do mundo e posição política – ele sempre foi um ferrenho crítico do intervencionismo americano.

Ele concorreu duas vezes ao Congresso pelo Partido Democrata, em 1960 e 1982, sem sucesso.

Deu início à carreira literária aos 19 anos e continuou escrevendo por mais de 60 anos.

Vidal não fugia de temas polêmicos, como religião, política e sexualidade. No livro A Cidade e o Pilar, publicado em 1946, ele tocou no tema do homossexualismo. Foi uma das primeiras obras a apresentar personagens abertamente gays.

Em 1950, conheceu Howard Austen, que foi seu parceiro por toda a vida e com quem morou boa parte da sua vida, na Itália. Em 2005, depois da morte de Austen, Vidal decidiu se mudar para Los Angeles.

*Com informações da BBC Brasil.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113734 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]