“A Cultura em Salvador tem que ser levada à sério!”, diz Nivaldo Andrade, presidente do IAB-BA

Fórum de Pensamento Crítico – Cidades & Patrimônio.Fórum de Pensamento Crítico – Cidades & Patrimônio.
Fórum de Pensamento Crítico – Cidades & Patrimônio.

Fórum de Pensamento Crítico – Cidades & Patrimônio.

Presidente do IAB-BA, Nivaldo Andrade, é um dos debatedores convidados para o ‘Fórum de Pensamento Crítico – Cidades & Patrimônio’ na Faculdade de Medicina do Terreiro, Centro Histórico de Salvador, em 17 de agosto próximo, quando se comemora o Dia Nacional do Patrimônio Cultural em todo o Brasil

“É incompreensível que Salvador, com 463 anos, sendo a primeira capital do país, com o acervo e a produção cultural que tem na sua história, ainda não tenha uma Secretaria de Cultura, um Conselho Cultural e uma legislação própria para atender às suas demandas culturais, como já existem nas principais cidades brasileiras”.

Com essas palavras, o presidente do Instituto dos Arquitetos do Brasil – Bahia (IAB-BA) e doutor pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Nivaldo Andrade, sintetiza as propostas que a instituição apresentará à população e aos candidatos a prefeito de Salvador no intuito de melhorias efetivas para a capital baiana.

“Até o final deste mês (agosto, 2012) lançaremos um blog com essas opiniões vindas dos mais variados setores da sociedade e sugestões-soluções para termos uma cidade melhor”, explica Andrade. Atualmente o IAB-BA congrega 1,5 mil afiliados, mas a participação nos debates é ampla e irrestrita.

“Além de arquitetos e urbanistas, teremos contribuições do antropólogo Ordep Serra – professor da UFBA e conselheiro estadual de Cultura –, e de personalidades dos mais variados campos do conhecimento e segmentos profissionais da cidade”, diz o presidente. Os encontros acontecem semanalmente na sede do órgão, localizada na Avenida Lucaia, nº 317, Edifício Raphael Gordilho, sala 203. “Hoje (dia 7) já acontece mais uma reunião às 17h30”, avisa Nivaldo.

O IAB-BA estará presente ainda no ‘Fórum de Pensamento Crítico – Cidades & Patrimônio’, que acontecerá na Faculdade de Medicina do Terreiro de Jesus, no Centro Histórico de Salvador, em 17 de agosto próximo, quando se comemora o Dia Nacional do Patrimônio Cultural em todo o Brasil. Andrade será um dos debatedores. “É excelente propor e executar um evento como este, principalmente em um ano eleitoral e diante da cidade que temos”, avalia Nivaldo.

O presidente do IAB-BA ressalta que o fórum discutirá as ‘cidades baianas’ e não somente Salvador. Para ele, a Bahia – com tamanho similar à França – dispõe de variado e riquíssimo acervo arquitetônico e urbanístico que merecem políticas municipais de proteção sérias e comprometidas.

“Um dos exemplos é o centro de Cipó, que detém magnífico conjunto do estilo art déco, um dos mais conservados do Brasil e para o qual pedi o tombamento ao Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC)”, lembra Andrade. Os bens tombados ou registrados como patrimônios da Bahia têm prioridade nas linhas de financiamento municipais, estaduais, federais e até internacionais.

“Outro exemplo é Caetité, cujo centro histórico está sendo tombado, além de Cachoeira e São Félix que são Patrimônio Nacional via MinC, Santo Amaro, Barra, Juazeiro, Porto Seguro, as cidades da Chapada Diamantina e tantas outras”, comenta o diretor geral do IPAC, Frederico Mendonça.

O ‘Fórum de Pensamento Crítico – Cidades & Patrimônio’ é gratuito e aberto a qualquer interessado. Foram convidados cerca de 200 prefeitos baianos, além de gestores nacionais, secretários de Estado, professores universitários, especialistas renomados, estudiosos do assunto e personalidades baianas.

O evento começará às 9h do dia 17 com mesa de abertura composta pelo Secretário de Cultura (Secult), Albino Rubim; o Secretário do Planejamento (Seplan), José Sérgio Gabrielli; o superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Carlos Amorim; o presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), Luis Carlos Caetano; e o diretor geral do IPAC, Frederico Mendonça. Logo depois será realizada a palestra ‘A dinâmica da preservação: a experiência de Ouro Preto’, cuja gestão foi premiada pelo IPHAN.  A conferência será ministrada pelo prefeito da cidade mineira Angelo Oswaldo de Araújo Santos, convidado especial do evento.

No turno da tarde será realizada Mesa de Debates com o Secretário Municipal de Patrimônio e Desenvolvimento Urbano de Ouro Preto (MG), Gabriel Gobbi; a Conselheira Estadual de Cultura (BA), professora da UFBA e ex-diretora do IPHAN, Márcia Sant´Anna; o presidente do IAB-BA, Nivaldo Andrade; e o diretor do IPAC, Frederico Mendonça. Após os debates seguirá recepção de congraçamento nos jardins da antiga faculdade, fundada em 1808.

O Fórum ocorre através da parceria Secult/Seplan que promove encontros durante todo o ano para estimular debates sobre temas culturais via olhar da cidade. A coordenação do fórum ‘Cidades & Patrimônio’ é do IPAC que neste ano completa 45 anos de fundação como uma das mais antigas instituições brasileiras de proteção aos bens culturais. Mais informações via telefone (71) 3103-3269, nos sites www.cultura.ba.gov.br ewww.ipac.ba.gov.br.

Saiba +

O quê: ‘Fórum de Pensamento Crítico – Cidades & Patrimônio’

Quando: dia 17/08/2012, sexta-feira, das 9h às 18h

Onde: Anfiteatro Professor Alfredo Thomé de Britto da Faculdade de Medicina –

Terreiro de Jesus (Centro Histórico de Salvador)

GRATUITO

Informações: (71) 3103-3269

PROGRAMAÇÃO:

09h – Abertura

Albino Rubim – Secretário de Cultura do Estado

José Sérgio Gabrielli – Secretário do Planejamento do Estado

Carlos A. Amorim – Superintendente do IPHAN na Bahia

Luis Carlos Caetano – Presidente da União dos Municípios da Bahia – UPB

09h30 às 12h – “A dinâmica da preservação: a experiência de Ouro Preto” – experiência premiada pelo IPHAN

Angelo Oswaldo de Araújo Santos – Prefeito de Ouro Preto (MG) e Presidente da Associação Brasileira de Cidades Históricas / ABCH

14h às 17h – Debate Público

Gabriel Gobbi – Secretário Municipal de Patrimônio e Desenvolvimento Urbano / Ouro Preto (MG)

Márcia Sant´Anna – Conselheira Estadual de Cultura (BA)

Nivaldo Andrade – Presidente do Instituto dos Arquitetos do Brasil – BA (IAB-BA)

Frederico A. R. C. Mendonça – Diretor Geral do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC)

18h – Congraçamento nos jardins da FAMED

Realização: IPAC, Secretaria da Cultura e Secretaria do Planejamento do Estado. Apoio: IPHAN

www.ipac.ba.gov.br | www.cultura.ba.gov.br

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).