Modernas máquina de desfibrar sisal evitam que trabalhadores rurais sejam mutilados. (Foto: Carlos Augusto (Guto Jads) - Jornal Grande Bahia)
Blogs: Colunistas e Artigos

SEAGRI e SECTI discutem sustentabilidade para a agricultura familiar na região sisaleira. Resíduos do sisal podem ser transformados em carteira escolar, inseticida e xampu

Para alcançar a sustentabilidade, os agricultores familiares da região sisaleira da Bahia precisam ter, pelo menos, cinco hectares de sisal, aliando essa atividade com a ovinocaprinocultura, segundo concluíram técnicos da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola