Seagri e BNB buscam soluções para as dificuldades dos frigoríficos

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.

Manter os mais de 30 frigoríficos da Bahia funcionando e evitar as demissões de centenas de trabalhadores são os principais objetivos das ações que o governo do Estado, através da Secretaria da Agricultura (Seagri) está realizando junto ao governo federal. Atendendo à solicitação do setor da carne, o secretário estadual da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles, reuniu-se na tarde desta quarta-feira (18/07/2012) com o superintendente do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) Nilo Meira; diretor geral da Agência Baiana de Defesa Agropecuária (Adab), Paulo Emílio Torres; presidente do Sindicato da Carne (Sincar), Júlio Melo de Farias, e proprietários dos frigoríficos para discutir soluções para os problemas provocados pela longa estiagem. Participaram também os deputados Luiz Augusto e Mário Negromonte Júnior, respectivamente presidente e membro da Comissão de Agricultura da Assembléia Legislativa da Bahia.

Por causa da seca, os frigoríficos estão com a capacidade de abate ociosa, uma vez que parte dos rebanhos está sendo levada para outros estados, para evitar que morram, ou não apresentam no momento perfil para o abate. Na Bahia, os frigoríficos, que geram cerca de 16 mil empregos diretos, são, na maioria, individualizados, ou seja, pertencem a diferentes empresários, que com a queda de produção estão enfrentando graves problemas. “Com a falta de boi, nossa capacidade de abate está 60% ociosa”, disse Júlio César Farias, presidente do Sincar. Ele explicou que o setor sofre também prejuízos causados pela concorrência desleal de frigoríficos de outros estados.

Uma das soluções que a Seagri e o BNB estão discutindo é a prorrogação das dívidas a vencer em 2012, como foi feito com relação ao setor agropecuário dos municípios que decretaram estado de emergência. O Conseagri pleiteou essa medida para os agropecuaristas do Nordeste e Minas Gerais junto aos ministérios da Agricultura, da Fazenda e do Desenvolvimento Agrário, conseguindo a prorrogação. Agora, o secretário reivindica ao Mapa que as agroindústrias recebam o mesmo tratamento.

Nesse sentido, Salles conversou, por telefone, com o secretário nacional de Políticas Agrícolas do Ministério da Agricultura (Mapa), Caio Rocha, reivindicando a prorrogação das parcelas a vencer para depois das últimas parcelas do financiamento. Como presidente do Conseagri, o secretário encaminhará ofício ao ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro, oficializando a solicitação, depois de discutir e obter a aprovação dos secretários de Agricultura dos estados do Nordeste.

O Sincar entregou ofício ao secretário solicitando o agendamento de audiência com o secretário da Fazenda, para tratar de assuntos da área fiscal que podem também ajudar a minimizar os problemas do setor.

Solução customizada

Explicando que o pacote específico em função da estiagem, que permitiu a prorrogação das dívidas vencidas e a vencer dos agricultores, não alcançou os outros elos das cadeias produtivas, o superintendente do BNB, Nilo Meira, afirmou que “estamos dispostos ao diálogo para equalizar as dívidas”. Ele disse que vai buscar soluções customizadas, analisando a situação de cada frigorífico que tenha contrato de financiamento com o banco. Assim, cada empresário discutirá, na superintendência, em Salvador, com o gerente de sua agência a solução viável, sendo possível também a viabilização de novos créditos de curto e longo prazos, a exemplo da linha de capital de giro para aquisição de estoque.
Para operacionalizar as possíveis soluções, o superintendente do BNB vai alinhar o assunto com os gerentes das agências envolvidas, no caso as de Alagoinhas, Feira de Santana, Camaçari, Eunapólis, Barreiras, Teixeira de Freitas e Santa Maria da Vitória.

Banner do Governo da Bahia: Campanha 'Aqui é trabalho', veiculada nesta sexta-feira (04/11/2021).
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 114832 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]